PMs suspeitos de grupo de extermío são transferidos para presídio federal...

Presos durante a Operação Hecatombe ficarão custodiados em Mossoró.

Foto: Divulgação / Polícia Federal
A Polícia Federal, com apoio da Polícia Militar, iniciou a transferência de 11 presos suspeitos de integrarem um grupo de extermínio, desarticulado durante a Operação Hecatombe, da própria PF. Eles estão sendo levados para o Presídio Federal de Mossoró.
Entre os transferidos estão seis policiais militares, que estavam presos Companhia Independente de Policiamento de Guarda (CPGID), situada no Complexo Penal Norte, onde também funciona o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE).
Um forte esquema de segurança foi montado para a transferência dos presos, na manhã deste sábado (12). O pedido transferência dos presos foi feito por suspeita de atuação deles, mesmo sob custódia. Inclusive, o Ministério Públicou usou como argumento possíveis saídas de um dos PMs presos da cadeia.
Com isso, o juiz federal Walter Nunes atendeu pedido formulado pelo Ministério Público. Ainda de acordo com o embasamento do MP, outros acusados “conseguiram acesso dentro do presídio militar a telefones celulares, tendo entrado em contato com presos de outras unidades prisionais, membros da quadrilha e familiares”. 

Os advogados de defesa dos suspeitos, entre eles a advogada Kátia Nunes, que atua na defesa dos PMs, negam as acusações de facilitações dentro das dependências prisionais, bem como o envolvimento deles no susposto grupo de extermínio.
Portal BO
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.