Polícia registra sete mortes violentas no sábado no RN...

Casos ocorreram em Natal, Mossoró, Santa Cruz, Janduís e Extremoz.

Disparos de arma de fogo e facadas foram as causas das mortes.

Do G1 RN
O Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) registrou sete mortes durante o sábado (12) no Rio Grande do Norte. As mortes aconteceram nas cidades de NatalMossoróSanta Cruz, Janduís, Governador Dix-Sept Rosado e Extremoz. As vítimas foram todas homens, mortos por disparos de arma de fogo e a facadas.
A primeira morte ocorreu no bairro de Mãe Luíza, na zona Leste da capital, onde José Paulino da Silva, de 44 anos, foi morto a facadas na rua Guanabara. O outro homicídio em Natal ocorreu no bairro Igapó, na zona Norte. João Batista Elias Sabino, de 33 anos, foi atingido por tiros e morreu na rua Henrique Dias. De acordo com o oficial de operações do 4º Batalhão da PM, ele não tinha antecedentes na polícia.

Em Extremoz, na Grande Natal, Ivanaldo de Araújo, de 34 anos, morreu após troca de tiros com a Polícia Militar. A vítima e outro homem furaram uma barreira policial e atiraram na guarnição. Após uma perseguição, os policiais cercaram a dupla, que reagiu com tiros e tentou fugir correndo. Ivanaldo foi baleado e não resistiu aos ferimentos. O outro suspeito, de 20 anos, foi preso.

Na cidade de Santa Cruz, na região Agreste, foi morto a tiros Cledenilson Oliveira, de 31 anos. Nos municípios de Mossoró e Governador Dix-Sept Rosado, ambos na região Oeste do estado, foram mortos com disparos de arma de fogo Wanderson de Sousa Ferreira, de 25 anos, e Luciano Franklin de Oliveira, de 23.
Material foi apreendido dentro de um sítio na zona rural de Janduís (RN), onde suspeito morreu em confronto com a PM (Foto: Capitão da PM Inácio Brilhante)Material estava em Janduís, onde suspeito morreu
em confronto com a PM (Foto: Inácio Brilhante)
A outra morte aconteceu em Janduís, também na região Oeste, onde João Paulo Duarte, de 27 anos, morreu em confronto com a Polícia Militar. Ele é suspeito de participação no rapto de um gerente no posto bancário do Bradesco da cidade de Areia Branca, crime ocorrido na última quinta-feira (10).

Segundo informações do capitão Inácio Brilhante, a polícia estava monitorando o suspeito desde o início da manhã. Um cerco foi montado no entorno do sítio Retiro, onde outros suspeitos também se encontravam. “Eles perceberam a nossa aproximação e abriram fogo. Revidamos e o João Paulo foi atingido”, confirmou o oficial.

De acordo com o capitão Marcos Carvalho, que também participou da operação, o restante do bando fugiu para dentro de uma região de mata fechada.
G1 RN
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.