Romário diz que no Congresso o mal prevalece...

Quase três anos após ter sido eleito com mais de 146 mil votos, o deputado federal Romário (PSB) falou ao jornal “O Globo” sobre ter tido “receio de perder a idolatria”, disse que “político só anda se tiver bandeiras”, explicou porque deixou o PSB e voltou menos de dois meses depois, falou em reeleição e disse ter aprendido a “ser político”, concluindo que, no Congresso, “a maioria é do mal”.
“Aprendi a ouvir coisas que não vão beneficiar o povo e a ter que engolir. Voto no que acredito. Mas aqui (no Congresso), o mal prevalece. Compro as brigas que acho que devo comprar, mesmo sabendo que vou perder. No Congresso, a maioria é do mal. A maioria é contrária ao que o povo precisa”, desabafou.
Recém-empossado presidente do PSB no Rio de Janeiro, Romário se divide agora entre o Congresso e a organização do partido no Estado. A presidência foi oferecida a ele para que voltasse ao PSB, depois de ter deixado o partido por incompatibilidade com o ex-presidente da sigla. (transcrito de O Tempo)
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.