Caixa resiste a explosão e bando foge sem levar nada no Alto do Rodrigues

Terminal do Bradesco foi alvo de explosão na madrugada desta terça (3).
Esta foi a 3ª vez que usaram dinamite nos terminais bancários da cidade.



Criminosos tentaram explodir caixas eletrônicos do banco Bradesco na madrugada desta terça-feira (3) na cidade do Alto do Rodrigues, na região Oeste do Rio Grande do Norte. Segundo informações do tenente Christiano Couceiro, assessor de comunicação da Secretaria de Segurança Pública, aproximadamente dez homens participaram da ação. Os suspeitos fugiram sem levar o dinheiro.

“Foi uma tentativa frustrada. A explosão dos caixas aconteceu por volta das 4h. Provavelmente eles usaram uma pequena quantidade de explosivos, por isso não conseguiram violar os terminais. Mesmo assim, estamos analisando a cena para levantar informações de como os criminosos agiram a fim de buscar todos os detalhes do ocorrido”, afirmou o tenente.

Ainda de acordo com Couceiro, dois caixas foram danificados e a porta da agência arrombada. A Polícia Civil foi acionada para investigar o caso.
Embora não tenham conseguido levar o dinheiro, esta foi a terceira vez que criminosos usaram dinamite para arrombar caixas eletrônicos na cidade do Alto do Rodrigues. A primeira vez foi na madrugada de 8 de novembro de 2012, quando uma quadrilha detonou os terminais da agência do

Banco do Brasil. Na época, a PM informou que foram levadas as quantias de pelo menos dois caixas.
A segunda ação criminosa aconteceu no dia 25 de julho do ano passado. O alvo foi justamente o Bradesco. Com a explosão, que aconteceu por volta das 3h, o prédio ficou destruído e vidraças de algumas lojas vizinhas à agência foram estilhaçadas. O valor levado não foi revelado.
Exército

A assessoria da Sesed acrescentou que equipes da Polícia Civil tiveram uma reunião com o Exército Brasileiro na semana passada. O encontro teve o objetivo de discutir a comercialização de artefatos explosivos: "A Secretaria faz o possível para impedir esse tipo de ação criminosa. Estamos investigando se os casos tem alguma relação ou se são isolados. A posse de explosivos por parte dos criminosos é o principal problema", afirmou Couceiro.

Fonte: InterTV
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.