Tragédia: Policial militar atira acidentalmente e mata filha de 11 meses ao limpar a arma



Um policial militar identificado como Luciano Batista Coelho matou a própria filha, de 11 meses, com um disparo acidental, na manhã desta quarta-feira, em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio. Segundo a polícia, o PM estava limpando um revólver calibre 38, que disparou e atingiu a cabeça da menina. A criança, identificada como Eloá, chegou a ser levada para a Unidade de Pronto Atendimento da cidade, mas não resistiu.

Luciano é morador do centro de São Pedro D’Aldeia, mas está lotado na Unidade de Polícia Pacificadora da Fazendinha, no Complexo do Alemão desde o fim de 2013.

Segundo um amigo e colega de trabalho de Luciano, que prefere não se identificar, o policial entrou em desespero após o acidente e pensou até em se matar.

— Aquela menina era tudo na vida dele. Ele era maluco pela filha. Ele estava tão desesperado que falou em se matar. É um cara gente boa, nunca faria nada de mau para a filha — conta o amigo.

Luciano é professor de educação física e se preparava para fazer o processo seletivo de entrada para o Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope).

A Polícia Civil informou que, de acordo com o delegado titular da 125ª DP (São Pedro D'Aldeia), Carlos Abreu, as circunstâncias do homicídio estão sendo investigadas. A perícia foi realizada no local. O PM foi ouvido e sua mulher está sendo aguardada para prestar depoimento.

Fonte: Extra
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.