Após troca de tiros e um suspeito baleado, PM e PC desarticulam quadrilha que vinha aterrorizando Ji-Paraná

Na tarde desta terça-feira (03), em mais um trabalho em conjunto entre a Polícia Militar e Polícia Civil, pôs fim a uma quadrilha que vinha aterrorizando a população de Ji-Paraná. Os quadrilheiros agiam a qualquer hora do dia e da noite, praticando roubos em pedestres, residências e comércios. Em todas as ações criminosas, os marginais agiam com brutalidade e em alguns casos, chegaram a atirar nas vítimas. Alguns membros da quadrilha eram de Porto Velho e de Cacoal. De acordo com a Polícia, as ordens sempre partiam de um apenado que está cumprindo pena no Presídio Urso Branco, em Porto Velho.



Foram presos: Luiz Fernando da Silva, de 27 anos, já possui passagem por Furto; Alifer Braga Gobbi, de 20 anos, foi preso em 2012 após fazer uma família refém e durante a fuga trocar tiros com a PM. Eliandro Felipe de Arruda, de 30 anos, também já cumpriu pena por Roubo e mora em Cacoal; Marcelo Gerônimo Oliveira, de 30 anos, deficiente físico, pois acabou perdendo a perna direita em uma troca de tiros, em 2009, reside em Porto Velho; Reginaldo Oliveira Alves, Fugitivo do Semiaberto, cumpre pena por Roubo e um jovem de 17 anos.


ROUBOS E TENTATIVAS FRUSTRADAS

Das seis pessoas presas, entre elas, um menor de idade, três foram reconhecidas como sendo os autores de roubos em residências. Entre as vítimas, três chamaram a atenção da polícia pela ação brutal do bando.

A primeira vítima que reconheceu o Marcelo Gerônimo Oliveira, Reginaldo Oliveira Alves e Eliandro Felipe de Arruda contou que foi surpreendida pelo quando chegava em sua residência. Logo em seguida, surgiram mais duas pessoas e, armadas com uma pistola, entraram na casa e renderam o restante da família. Depois, fugiram do local levando vários objetos. A vítima também contou que todos usavam capuz feito de meias, mas dois deles foram vistos retirando o capuz, já pelo lado de fora da casa.

A segunda vítima passou momento de terror, pois foi obrigada a ficar de joelhos e viu toda sua família à mercê dos bandidos. Ela contou que seus filhos foram rendidos na frente da casa por três indivíduos armados e foram levados para um quarto. Lá, eles foram espancados e humilhados. Depois de vasculhar toda a casa, os bandidos fugiram levando uma motocicleta, que foi abandonada no outro dia.

A terceira investida do bando aconteceu na noite desta segunda-feira (03), quando uma empresária chegava em sua residência, e ao perceber que seria roubada, entrou correndo para sua casa. O seu marido, que é Policial Militar da Reserva Remunerada, percebeu a ação e recebeu os bandidos à bala. Eles conseguiram fugir sem levar nada.


 A PRISÃO

A prisão aconteceu em uma abordagem de rotina, quando a Guarnição de Rádio Patrulha composta pelo CB PM Nogueira e SD PM Teodoro abordou dois suspeitos que estavam parados na Rua T-20. Enquanto eram abordados, um deles recebeu uma ligação de um preso que está cumprindo pena no Urso Branco e durante a chamada o interlocutor perguntava se a “parada” de ontem havia dado certo.

Com o apoio dos Policiais Militares do Serviço Reservado do 2º BPM, a guarnição se deslocou até a casa de um dos abordados e lá encontraram o restante do bando. Antes da viatura parar, um indivíduo percebeu a movimentação da polícia e fugiu pulando o muro do fundo.

Dentro da casa, os Policiais encontraram várias roupas que foram usadas nos crimes e aparelhos celulares roubados.


TROCA DE TIRO E UM FORAGIDO BALEADO  

Já com o apoio de Policias Civis do Sevic da 1ª e 2ª DP, os PM’s fizeram um cerco nas imediações e conseguiram avistar o suspeito que havia fugido do cerco na casa. Ao receber ordem de parada, o suspeito sacou um revólver e disparou várias vezes em direção aos policiais, que não revidaram devido a aglomeração de pessoas que passavam pela rua.

Depois de algumas horas, os policiais fizeram uma varredura em todas as casas daquele quarteirão e quando dois PM’s do Serviço Reservado revistava uma residência, foram recebidos a tiro, porém desta vez a injusta agressão foi revidada e o bandido foi alvejado duas vezes na perna. Ele se entregou e foi preso.

Reginaldo Oliveira Alves recebeu os primeiros socorros e foi conduzido ao HM por uma equipe do Corpo de Bombeiros. O revólver calibre .38 foi apreendido.

O Delegado responsável pelas investigações, Dr. Rildo Maciel, enalteceu o trabalho dos policiais civis e militares que estavam em campo desde o primeiro roubo e salientou que a comunidade sempre sairá ganhando quando as forças policiais se unem para combater a criminalidade

Fonte: comando190

Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.