Confira detalhes da ação policial que prendeu político e empresários no Sertão da Paraíba

A Polícia Civil desarticulou, uma quadrilha especializada em pistolagem, tráfico, roubos e fraudes na região do Sertão da Paraíba. A Operação ‘A Teia’ – como foi denominada a ação – resultou na prisão de 12 pessoas, além da apreensão de armas de fogo, munições de diversos calibres e mais de R$ 500 mil em dinheiro e cheques.



A ação contou com a participação de 90 policiais civis, que cumpriram mandados expedidos pela Comarca de Conceição a partir do trabalho feito pelos investigadores. Fabiano Márcio Rodrigues, 41 anos, ex-candidato a vereador, é apontado como líder do grupo e foi preso no momento em que tentava fugir do cerco policial na cidade de Conceição.

Uma oficial de Justiça que atuava no município também foi presa por avisar à quadrilha sobre a ação da Polícia. Mandados de prisão ainda foram cumpridos em Patos e Campina Grande e nos estados de São Paulo e Rondônia.

De acordo com o delegado André Rabelo, responsável pela 3ª Superintendência de Polícia Civil, que compreende todos os municípios do Sertão, o trabalho foi pautado em cinco meses de investigações realizadas pelo delegado Glauber Fontes e sua equipe. “O grupo era articulado e formava um esquema criminoso com ramificação em outros estados.


O dinheiro do tráfico era utilizado para financiar favores políticos como concessão de remédios, viagens e outros. Pelo menos seis pessoas foram vítimas de homicídios ou tentativas de homicídio por parte dessa quadrilha, que eliminava aqueles que não colaboravam com o esquema. No dia 1º de janeiro um casal foi executado em Conceição”, revelou. O superintendente ainda afirmou que as ordens eram dadas por um apenado de Catolé do Rocha que está na Penitenciária Federal de Rondônia. “Ele é conhecido como ‘Véio’ e tratava diretamente com o Fabiano de Doca acerca das mortes e do tráfico.

O responsável por realizar as execuções seria Antônio Cavalcanti, conhecido como Antônio Pernambuco”, completou. No fim da manhã, a Polícia conseguiu cumprir o mandado de prisão expedido contra a oficial de Justiça Maria do Desterro dos Santos Ferreira, que teria ligações com Fabiano Rodrigues e avisou o grupo sobre a ação policial que iria acontecer.

O delegado geral de Polícia Civil, João Alves, destacou a participação de policiais de todo o Estado na operação, que reuniu efetivo da região, de delegacias especializadas, como a Homicídios, e do Grupo de Operações Especiais (GOE). “A importância de uma operação como essa é desarticular um esquema criminoso de homicidas e traficantes, mostrando, sobretudo, o profissionalismo da Polícia Civil e a necessidade do trabalho de inteligência. Esse tipo de ação desfez esse grupo e vai auxiliar também no desmembramento de outros que cometem crimes no Sertão da Paraíba”, acrescentou.


Além de Fabiano Márcio Rodrigues e a oficial de Justiça, foram presos: o agricultor Antônio Soares Cavalcanti, 44 anos; Marcelo José da Silva, 41 anos; a comerciante Tina Charles Vieira de Sousa, 37; o comerciante João Deon Dantas, 47; o agricultor Charley Vieira de Sousa, 18 anos; o servente Cícero Lucas Vieira de Lacerda, 18; o montador de móveis Geovânio Rufino Neves, 27; o comerciante Fernando Antônio Vieira, 47; e o empresário Ronildo Xavier de Sousa, 39. Outras duas pessoas foram levadas à delegacia para averiguação e estão sendo investigadas.

Fonte: Catolénews
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.