Motorista e ajudantes de caminhão da AMBEV são presos ao registrarem falso roubo de carga de bebidas


O motorista de um caminhão e dois ajudantes foram presos, na tarde desta sexta-feira, ao registrarem, na Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), o roubo de uma carga da Ambev cuja entrega seria feita por eles. Durante depoimento aos policiais da especializada, o trio acabou confessando que descarregou o caminhão num depósito na Penha, Zona Norte do Rio, e receberia R$ 5 mil pela mercadoria. O receptador da carga também foi preso.


O motorista, Leandro Azevedo Coutinho, 34 anos, e os ajudantes Dênis Costa de Souza Silva, de 30, e Alessandro Olindo da Silva, de 34, foram autuadospor estelionato e falsa comunicação de crime. Eles são funcionários da empresa terceirizada LogBev, que presta serviços para a Ambev. Carlos Eduardo de Moraes Silva, que comprou a mercadoria, responderá por receptação.
Policiais da DRFC estiveram no depósito, na Penha, e recuperaram a carga roubada, avaliada em mais de R$ 20 mil. Procurada pelo EXTRA, a assessoria de imprensa da Ambev não quis se pronunciar. Nenhum representante da LogBev foi localizado.



Marcelo Martins, delegado titular da DRFC, afirmou que vai fazer um levantamento nos registros de ocorrência feitos na delegacia para verificar se há outros casos nos quais responsáveis pela entrega das cargas estejam envolvidos em supostos roubos. 

Os receptadores, muitas vezes comerciantes que adquirem as mercadorias roubadas, também estão na mira:
- Vamos atacar em todas as frentes: do ladrão da carga ao receptador e depósitos irregulares. Precisamos prestigiar quem paga imposto, trabalha corretamente e de forma regular.

Fonte: Extra



Reações:

Um comentário :

  1. Tem gente que tem vocação para fazer bobagem. Os caras trabalhando de carteira assinada, com tudo certinho, inventam de fazer um negócio desses. Enquanto que várias pessoas lutam para conquistar um emprego por ai, outros desperdiçam. Essa é a prova que bandido rouba por sacanagem mesmo, não tem nada de "coitadinho vítima da sociedade".

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.