Sargento da PM é morto a tiros em frente de sua residência

O Sargento PM RR Anilson Gatti, de 51 anos, foi morto a tiros em frente de sua residência, localizada na Avenida Castelo Branco com a Rua Das Pedras, no bairro Presidencial III, 1º Distrito de Ji-Paraná.



De acordo com a Polícia, o Sargento Gatti e mais dois amigos, entre eles, um outro Sargento da PM, tomavam chimarrão em frente ao portão da casa quando surgiu dois indivíduos em uma motocicleta Fan, de cor preta. Os marginais pararam a moto e o passageiro sacou uma pistola. Sem falar nada, o criminoso começou a efetuar vários disparos, atingindo o Policial Militar no tórax, maxilar e na barriga. Em seguida, os assassinos fugiram do local, tomando rumo ignorado. Os dois amigos da vítima conseguiram fugir e não foram atingidos.

O Sargento Gatti chegou a ser socorrido por uma equipe do Corpo de Bombeiro, porém não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital.

As guarnições de Rádio Patrulha, GOE, Policiais Militares do Serviço Reservado e Policiais Civis realizaram várias diligências, porém nenhum suspeito foi preso.

No local, a Perícia Técnica encontrou sete cartuchos deflagrados de calibre 380 e um projétil “jaquetado”.

O 1º Sargento PM Gatti foi incluído na Polícia Militar de Rondônia em 24 de fevereiro de 1988 e no último dia 20 de fevereiro de 2015 foi transferido para a reserva remunerada (equivalente a aposentadoria nas demais profissões). Por quase 27 anos prestou seus serviços a sociedade rondoniense, sendo que por 22 anos serviu no Grupamento PM do Distrito de Novo Riachuelo, município de Presidente Médici. Ela deixa esposa e três filhas.

O corpo está sendo velado na Comunidade Mãe dos Migrantes, localizada nos fundos da Escola Lauro Breno, no Bairro Santiago.

Fonte: comando 190
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.