Celas com ar-condicionado provocam saída de diretor de cadeia, em Manaus

Revista da polícia descobriu também mais de 200 celulares no local.
Cadeia Pública Desembargador Vidal Pessoa ainda tinha drogas.



A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) exonerou o diretor da Cadeia Pública Desembargador Vidal Pessoa, José Lázaro Bezerra Campelo. O anúncio ocorreu nesta quarta-feira (22), após uma revista da polícia encontrar armas, drogas, mais de 200 celulares, além de aparelhos de ar-condicionado portáteis dentro das celas. O coronel Lourismar Bonates, titular da Seap, criticou a atual gestão da unidade.


"Um ar-condicionado que entra em um presídio vai pela porta da frente e eu responsabilizo a direção por não fiscalizar quem está infringindo as regras. Nós vamos instaurar procedimento administrativo para saber quem mais está por trás, mas temos a prova de que a direção não tinha mais controle da situação", explicou Bonates.

A operação de revista teve início por volta das 6h. A ação, realizada com o apoio da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) e da Tropa de Choque da Polícia Militar, teve o objetivo e apreender objetivo proibidos de entrar nas unidades prisionais. 140 policiais estiveram envolvidos

Ao todo, foram apreendidos 700 trouxas de drogas, uma pistola 765, um revólver calibre 32, um bebedouro, além de 236 celulares, tesouras, barras de ferro, serrote e 68 facas. Ainda durante a vistoria, a polícia localizou um tracajá.
Coronel Lourismar Bonates, titular da Seap, criticou
gestão da unidade

"Pedimos apoio da Polícia Militar na semana passada para a revista de hoje. Encontramos coisas graves. Achamos duas armas de fogo e uma quantidade muito grande de drogas, a maioria cocaína. Localizamos ainda dois aparelhos de ar-condicionado dentro da cela de um pastor que está preso. É uma prova de que a direção do presídio não estava tendo o menor controle do que estava ocorrendo ali entro. O diretor já foi exonerado", disse Bonates.

Ainda durante a vistoria, 21 presos foram conduzidos ao Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc), segundo o tenente coronel Cleitman, do Comando de Policiamento Especial (CPE). Os detentos guardavam entorpecentes dentro das celas da unidade. Os suspeitos deverão ser transferidos de cadeia.
Segundo o coronel, Ernandes Peres Fernandes Júnior assumirá a gestão da unidade prisional a partir desta quarta. O secretário informou ainda que Júnior tem experiência como agente penitenciário e já atuou na Vidal Pessoa.

Fonte: Rede Amazônica 
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.