Quadrilha rouba carga milionária de Iphone

Caminhão com celulares tinha saído de Viracopos e seguia para Sumaré - SP.
Região teve média de dois roubos de carga por dia no ano passado.


A Polícia Civil confirmou nesta terça-feira (7) que a carga milionária roubada após o caminhão deixar o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), era de iPhones. O veículo fazia o transporte para Sumaré (SP), cidade vizinha, quando foi abordado pelos ladrões na Rodovia Adalberto Panzan, que liga a Anhanguera à Bandeirantes na noite de segunda-feira (6). A mercadoria está avaliada em R$ 2,5 milhões e 11 homens participaram do assalto. Três vítimas foram trancadas dentro na carroceria após o crime. Os produtos não foram localizados e ninguém foi preso até a publicação da reportagem.

O veículo seguia para a cidade de Sumaré, quando foi alvo dos criminosos. Quatro carros, com 11 homens armados com fuzis, renderam a escolta e fizeram o caminhão parar na rodovia. Os ladrões estacionaram uma van no acostamento e transferiram a carga. Toda a ação durou cerca de 20 minutos.

A polícia foi chamada por outro vigilante da escolta que conseguiu fugir do local. Uma pistola usada pelos criminosos foi abandonada na beira da pista e apreendida. A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Campinas investiga o caso.

Crimes na região
No ano passado, a região de Campinas registrou uma média de dois roubos de carga por dia, já que a área sedia um polo de tecnologia, e tem as mercadorias mais visadas pelos ladrões devido ao alto valor dos produtos.

Entre março de 2014 até o mês passado foram registrados 1.493 roubos no interior, aumento de quase 7%, de acordo com a polícia.
O roubo de celulares na segunda-feira aconteceu na região conhecida como "Triângulo das Bermudas", que compreende as rodovias Anhanguera, Bandeirantes e Dom Pedro. No entanto, o diretor do Departamento de Polícia Judiciária (Deinter-2), Kleber Altale, afirma que as quadrilhas que agem na região estão sendo presas.

"Ano passado pelo menos 50 integrantes de quadrilhas de roubo de carga foram presos somente pela Polícia Civil", destaca Altale.

Receptação
Para o especilista em segurança, Adalberto Santos,  é preciso aumentar a punição para quem compra produtos roubados para reduzir esse tipo de crime. "O grande problema está justamente na receptação, porque a punição é pequena. Então, isso facilita muito", ressalta.
Para se proteger, na região de Campinas, muitos motoristas estão se recusando a transportar produtos de maior valor. "Pelo risco, né. Eletrônico não carrego não, por causa dos roubos", afirma o caminhoneiro Josmar Moreira.

Fonte: eptv


Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.