Acusada de matar filho com veneno em sorvete é presa em Fortaleza!

Cristiane Coelho ficará detida na Delegacia de Inteligência da Polícia.
Ele é acusada de tentativa e de homicídio triplamente qualificados.


( Relembre o caso clicando AQUI e AQUI )


Cristiane Renata Coelho Severino, acusada de matar o filho, Lewdo Ricardo Coelho Severino, está presa em Fortaleza. Ela se apresentou à Justiça na tarde desta sexta-feira (8) e ficará detida na Delegacia de Inteligência da Polícia (DIP), no Centro de Fortaleza. Cristiane Coelho é acusada também de tentar matar o marido, o subtenente do Exército Brasileiro, Francileudo Bezerra Severino.

Na manhã desta sexta-feira (8), Cristiane Coelho foi considerada foragida por não ter se apresentado ao delegado Wilder Brito, do 16º Distrito Policial, confome estabelecido no mandado de prisão preventiva expedido pela juíza Daniela Lima da Rocha, da 3ª Vara do Júrido Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza. Por ter nível superior, Cristiane Coelho deverá ser transferida na segunda-feira (11) para prisão especial, no presídio feminino Auri Moura Costa, em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza. No fim da tarde desta sexta-feira ela fez exame de corpo de delito na Perícia Forense do Ceará(Pefoce), de acordo com titular da Decap, delegado Gustavo Pernambuco.

Cristiane Coelho teve a prisão preventiva decretada na terça-feira (5), pela juíza Daniela Lima da Rocha, que está respondendo pela 3ª Vara do Júri. A juíza também determinou a quebra de sigilo do perfil social em rede social (Facebook) e de e-mails da acusada e da vítima Francileudo Bezerra, relativo ao período de julho de 2013 a janeiro de 2015. A juíza entendeu que o "interesse público deve se sobrepor à proteção constitucional do sigilo individual, para aferição de possível coautoria do delito".

Na decisão, a juíza ressaltou que os laudos periciais somados aos depoimentos e acareações "demonstram, sem margem de dúvida, a materialidade delitiva, prova de onde também exsurgem mais do que indícios de que Cristiane Renata Coelho Severino utilizou-se de veneno para rato, conhecido popularmente por chumbinho, para ceifar a vida do filho e tentar contra a vida do marido”.
Cristiane Coelho foi indiciada no dia 27 de abril por tentativa de homicídio triplamente qualificado contra o então marido, o subtenente do Exército Francileudo Bezerra e por homicído triplamente qualificado do filho. Com a decisão, Cristiane passou à condição de ré em ação penal e tem prazo de 10 dias para apresentar a defesa das acusações.
Entre os agravantes dos crimes estão motivo torpe, com emprego de veneno, com recurso que torna impossível a defesa, além da vítima ser criança e filho de Cristiane. SE condenada, Cristiane Coelho pode pegar até 30 anos de prisão.

O crime
Na madrugada de 11 de novembro de 2014, o subtenente do Exército Francileudo Bezerra e seu filho Lewdo Bezerra ingeriram veneno para rato conhecido como "chumbinho". A substância foi encontrada na pia da cozinha da casa do casal.  O pai ficou internado durante 32 dias no Hospital Geral do Exército, em Fortaleza, dos quais em coma por uma semana, e se recuperou.
O militar chegou a ser apontado como suspeito de homicídio, porque no primeiro depoimento a mulher, Cristiane, contou à polícia que ele tinha matado o filho com tranquilizantes e tentado se matar, além de agredi-la. "A Cristiane, que dizia ter sido espancada pelo marido, matou o filho envenenado fazendo uso de sorvete de morango. Não há mais dúvida", afirmou o delegado Wilder Brito, presidente do inquérito.


Fonte: Tv Verdes Mares
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.