Câmera registra momento em que mulher mata ex-marido na frente do filho! (vídeo)

Vítima levou tiro na frente do filho, de 12 anos, durante discussão.


Veja o vídeo:


Imagens do circuito de segurança divulgadas nesta segunda-feira (18) flagram o momento em que uma mulher mata a tiros o ex-marido durante uma briga em São José do Rio Preto (SP), na sexta-feira (15). Ela fez os disparos durante uma discussão com a vítima, na frente do filho. Segundo a polícia, a suspeita é considerada foragida (veja vídeo acima).

As imagens foram registradas pelo circuito de segurança da distribuidora em que Laércio de Souza, de 48 anos, trabalhava. O sistema captou o momento em que o namorado da ex-mulher chega de moto e chama Laércio para conversar. Ele e o filho se aproximam e começa uma discussão.
Logo em seguida, a ex-mulher e outro casal chegam ao local em um carro. Nas imagens dá para ver o motociclista pegando algo no carro que, segundo a polícia, seria a arma usada no crime. Os dois, então, vão para uma área fora do alcance da câmera.

Os ocupantes do carro descem e o filho do motorista se aproxima. Depois a ex-mulher corre para o local da briga. De repente a suspeita aparece com a arma na mão e atira contra Laércio, que corre com um pedaço de madeira. Depois de ser atingido, ele cai no chão.
O filho de 12 anos parece transtornado e joga um pedaço de madeira contra a mãe. Depois, contra o namorado dela, que foge de moto. As outras pessoas que estavam no local também entram rapidamente no carro e fogem.

A polícia então chega ao local e, logo depois, os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que tentam reanimar a vítima que não resistiu. A polícia já abriu inquérito para apurar o caso. Com base nas imagens, os investigadores tentam encontrar os suspeitos de participar do crime.

“O que consta é que a separação no início foi normal, mas o relacionamento depois piorou bastante por causa de ela ter arrumado um novo companheiro. Tivemos até alguns boletins de ocorrência, ambos figurando como vítimas”, afirma o delegado Renato Pupo de Paula.

Além da mulher, o atual namorado dela fugiu do local do crime de moto e ainda não foi localizado pela polícia. O suspeito que dirigiu o carro durante a fuga da mulher já prestou depoimento e foi liberado. Ele também vai responder pelo crime por ter ajudado na fuga. Os filhos da vítima já foram ouvidos, inclusive o menor de 12 anos que presenciou o homicídio. “O boletim de ocorrência foi elaborado como homicídio qualificado, por motivo fútil, e se não houver nada que mude a história dos fatos, será exatamente isso, um homicídio qualificado, que é crime hediondo”, diz o delegado.


Fonte: G1
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.