E A CAVALARIA... FICA!

Policiamento Montado permanecerá em Nova Cruz/RN


Na manhã desta sexta-feira (19) o presidente da ASSPRA, Soldado Lira, participou de reunião no Quartel do Comando Geral da PMRN, onde foram discutidos diversos pontos relacionados ao policiamento das Regiões Agreste e Trairí de nosso Estado.

O encontro com o Comandante Geral da PMRN, Cel. Ângelo Dantas, foi intermediado pelo Prefeito de Nova Cruz/RN, Cid Arruda, e contou com a participação do Vereador Beto Martins e do representante da ASSPRA.

Na ocasião, o Prefeito Cid Arruda explicou que sempre busca em sua gestão trazer e manter elementos que possam propiciar o desenvolvimento de seu município, contrapondo-se aos fatos que antigamente levaram Nova Cruz/RN a receber o título de cidade do “já teve”, referindo-se a entidades e instituições que aqui se instalaram, mas não permaneceram na terra novacruzense. Reforçou então, a necessidade de permanência do Policiamento Montado (Cavalaria) em sua cidade.



O Vereador Beto Martins reforçou a relevância das atividades desenvolvidas pelos Cavaleiros Militares, os quais inclusive, atuaram em ocasião na qual um de seus filhos foi vítima de assalto nas proximidades de sua residência.

O dirigente da ASSPRA relatou que tal reunião ocorreu em detrimento de uma movimentação para retirada da Cavalaria do município agrestino. “Fomos informados de estava ocorrendo uma articulação em desfavor daquele policiamento, a qual envolvia autoridades legislativas municipais e o TC Tavares, o que nos foi confirmado pelo próprio Cel. Ângelo” disse Lira, complementando “a Cavalaria de Nova Cruz sofre constantes tentativas de 'expulsão' da cidade e esta não foi a 1ª vez. Em todas elas, a motivação é o fato de não haver subordinação direta da Cavalaria com o comandante local, o que não justifica tal atitude”.

Na ocasião, o Prefeito Cid Arruda solicitou ao Cel. Ângelo que além da permanência da Cavalaria, fizesse o envio, caso possível, do policiamento de ROCAM para Nova Cruz/RN, “mas sem que a Cavalaria fosse afetada”. Ao que obteve resposta positiva do Comandante da PMRN, que inclusive destacou, que caso consiga levar a ROCAM para Nova Cruz/RN, esta NÃO será subordinada ao Comando local, mas a Natal, assim como ocorre com o policiamento montado.

O Soldado Lira ainda levou reivindicações ao Cel. Ângelo como a implantação de vale-refeição nas Companhias de Canguaretama, Goianinha, Santa Cruz e a todos os destacamentos locais, realçando a necessidade da independência dos policiais militares às refeições oriundas das Prefeituras. Tendo como resposta daquele Comando que a intenção é alcançar todo o Estado, mas que para isso deveria aguardar um pouco até tudo se normalizar no Estado.

Ainda, o dirigente solicitou atenção à operação Divisa Segura, a qual muitas vezes acaba por desprovir os municípios de policiamento local durante a realização daquela. Ao que recebeu a concordância do Cel. Ângelo, sem que houvesse, no entanto, manifestação de se modificar o evento.

Lira recordou ainda ao Comandante PMRN a reunião do próximo dia 23, na qual estará em conjunto aos demais representantes de entidades de praças trazendo demandas da categoria como: promoções e níveis atrasados, comissão para reformulação dos dispositivos legais da PM e BM, próximas promoções etc.

O Presidente da ASSPRA ao fim do encontro, reafirmou sua postura em defesa dos direitos dos praças do Agreste e Trairí, agradecendo a total atenção e empenho pessoal dispostos pelo Prefeito Cid Arruda, Vereador Beto Martins e pelo Comandante Geral Cel. Ângelo Dantas para solucionar os problemas apresentados.


NOTA SOBRE O POLICIAMENTO MONTADO

 

O policiamento montado, de valorosa iniciativa da Polícia Militar, também conhecido por Cavalaria da PM, trata-se de um policiamento específico com aplicação e destinação precisas. Esta modalidade de policiamento enquadra-se na filosofia do policiamento de aproximação, por meio do qual, a PM se faz próxima às comunidades, em especial, as mais carentes e residentes em zonas rurais, ou mesmo, em áreas urbanas cujas ruas se apresentam desprovidas de pavimentação, a exemplo de diversos bairros recentes em Nova Cruz/RN, dificultando assim os modelos de policiamento tradicionais motorizados. Sua relevância e importância é sentida especialmente por aquelas pessoas mais carentes e moradoras das periferias citadinas.” – Soldado Lira.


 Fonte: ASSCOM ASSPRA
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.