Ao ver assalto em posto, frentista pega carro de cliente e atropela ladrão

Criminoso tentava fugir de moto, em Maringá (Paraná), quando foi surpreendido.
Carro é de funcionária de farmácia vizinha, que disse ser amiga do frentista.

Um frentista evitou um assalto ao atropelar o ladrão de um posto de combustíveis de Maringá, no norte do Paraná, nesta sexta-feira (10). O criminoso tentava fugir de moto, quando foi surpreendido e derrubado.
As imagens de uma câmera de segurança mostram o assaltante invadindo a loja, com o rosto coberto por um capacete. Ele empurra um dos clientes e, com uma arma na cintura, exige o dinheiro do caixa. Sem reação, a funcionária coloca tudo em uma sacola e entrega.

Na fuga, porém, o criminoso é surpreendido por um carro, que bate na moto pilotada por ele. O homem cai, tenta fugir correndo, mas é imobilizado por outra pessoa. Pouco depois, a polícia chega e prende o suspeito, de 18 anos, que teve ferimentos leves.

"Peguei o carro aqui no fundo. Fiquei esperando ele sair. Quando ele saiu, ficou tentando dar partida na moto e não pegava. Quando ele chegou ali na esquina, passei por cima dele", relata o frentista.
O carro usado na ação era de uma cliente, admitiu o frentista. As chaves estavam na ignição e, no susto, ele decidiu usar o veículo. A mulher, funcionária de uma farmácia vizinha, afirmou que é amiga do funcionário do posto.

A polícia constatou, depois, que a arma era falsa. A recomendação é para que a vítima nunca reaja. "Não havia como saber se era uma arma de brinquedo ou uma arma real. Então, a gente orienta para que os cidadãos não reajam aos assaltos", recomenda o aspirante Jefferson Carvalho, da Polícia Militar (PM).


Fonte: RPC
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.