Deicor prende quadrilha suspeita de arrombar bancos e caixas eletrônicos

Grupo usava maçaricos e estava com 9 mil e 500 dólares

Uma operação policial realizada pela Divisão Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deicor) prendeu, na manhã de ontem sexta-feira (28), cinco homens que são suspeitos de realizarem arrombamentos a bancos e caixas eletrônicos. Entre os cinco integrantes presos estão pai, dois filhos e um tio.

Além deles, foi preso um foragido da justiça.  Foram presos, em cumprimento a mandados de prisão e prisão em flagrante, o pai Raimundo Nonato Martins (57 anos), seus dois filhos Raimundo Nonato Martins Júnior, conhecido por “Juninho ou Pé de Pombo” (23 anos) e Flávio Ferreira Martins, conhecido por “Japona” (35 anos) e Júlio Freire Martins Filho, vulgo “Nen” (53 anos), irmão de Raimundo Nonato Martins.

Também foi preso Alisson Breno Pereira de Lima, conhecido como “Breno do Sal” (23 anos) e o foragido da justiça do RN, Janailson Dionísio da Silva (25 anos). “Esta associação criminosa já realizou ao menos oito arrombamentos a bancos e caixas eletrônicos em todo o Estado e usavam maçaricos na execução do crime. Uma das técnicas que eles utilizavam para não chamar a atenção era um caminhão frigorífico. Eles utilizavam o veículo para levar os artefatos que seriam usados no crime, sem serem percebidos”, detalhou a delegada titular da Deicor, Sheila Freitas.

O grupo criminoso começou a ser monitorado, em abril, pela Delegacia Especializada de Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov), logo após a Polícia Civil ter apreendido um caminhão que continha objetos que são utilizados para explosão de caixas.

“A investigação iniciou-se pela Deprov, pois tratava-se de um roubo de carga, mas a Deicor deu continuidade, pelo fato de terem sido encontrados artefatos como maçarico, tubo de oxigênio, alavancas e lonas. Dentro do caminhão havia um malote do banco Bradesco de Macaíba, que foi arrombado em 30 de março”, detalhou a delegada Sheila Freitas.

Apreensões

A Polícia Civil apreendeu na casa de Júlio Freire Martins Filho, vulgo “Nen”, duas malas que continham 9 mil  e 500 dólares (em notas de US$100),  frascos de perfumes franceses e relógios de marca. “Todo o material importado apreendido na casa de Júlio será enviado para a Polícia Federal, para que se descubra se houve a prática do crime de descaminho”, relatou a delegada Sheila Freitas.

No apartamento de luxo de Alisson Breno Pereira de Lima, que fica em Ponta Negra, foram apreendidos R$ 4.400,00 e aparelhos celulares. Na casa de Flávio Ferreira Martins foram apreendidas uma pistola 380 e 50 munições e na casa de Raimundo Nonato Martins, a Polícia apreendeu um revólver 38 e munições. Eles foram detidos em flagrante e responderão pelo crime de porte ilegal de arma de fogo.

Fonte: portalbo
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.