Segurança da PB reconhece baixo efetivo policial, mas garante chamar concursados

Secretário Cláudio Lima disse que não existe um estudo relacionado à relação entre o número de policiais e o tamanho da população; segundo ele, é preciso melhorar a gestão da Segurança Pública

Após a divulgação de que em 2014 a Paraíba tinha um policial militar para cada grupo de 423 habitantes e um policial civil para 2172 pessoas, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), exibidos nesta quarta-feira (26), o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Estado, Cláudio Lima, reconheceu que o efetivo policial é baixo, mas garantiu a convocação de concursados e a formação de mais oficiais até 2016.


“O governo já encontrou um quadro de necessidade de mais efetivo. Precisamos de mais gente, mas não podemos contratar todos ao mesmo tempo. Todos que estavam concursados estão sendo chamados”, disse o secretário. Segundo ele, neste ano há 600 militares terminando o curso de formação, sendo 80 bombeiros. Ele acrescentou que mais 600 concursados serão convocados para entrarem no curso seguinte.

Com relação à Polícia Civil, de acordo com Lima, 33 novos agentes estão sendo chamados a cada mês até março do próximo ano. “Somente a partir de abril de 2016 pode se pensar em um novo concurso para a Polícia Civil”, revelou.

Apesar de reconhecer as deficiências no efetivo, o secretário afirmou que não existe um estudo relacionado à relação entre o número de policiais e o tamanho da população. “O efetivo é importante, mas não é determinante”, declarou.

Conforme informou, “é preciso criar métodos para melhorar a gestão da segurança pública”. Ele disse que, nesse sentido, o governo do Estado tem procurado meios para valorizar os policiais e melhorar a qualidade dos serviços prestados por eles.

“A Paraíba tem a data base para reajustes no mês de janeiro, o governo tem dado aumento aos policiais, dá prêmios por resultados, paga meta por apreensão de armas e desenvolve um processo justo de promoção”, citou o secretário, referindo-se a algumas metodologias adotadas para melhorias no setor do qual é gestor. Ele ainda destacou que, em cinco anos, cerca de 4.500 policiais foram promovidos no Estado.

Fonte: portalcorreio
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.