CE: Detetive é suspeita de matar economista aposentado com chumbinho!

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa da Polícia Civil do Estado do Ceará, afirma ter elucidado o suposto sumiço do economista aposentado José Augeri Carlos de Sabóia, 63, desaparecido desde 27 de outubro do ano passado. Para os investigadores, o homem foi morto envenenado com chumbinho, substância comumente utilizada para matar ratos.

A principal suspeita é a comadre e vizinha dele, Maria do Amparo Nascimento Vieira Medeiros, a 'Tâmara', 41. A mulher é detetive particular.

De acordo com a diretora da DHPP. delegada Socorro Portela, as investigações apontam que Tâmara planejou matar o economista para ficar com os bens dele.

Segundo as investigações, em 27 de outubro, Tâmara ofereceu um lanche para Sabóia. Após consumir a refeição, o homem passou mal. A mulher teria se oferecido para levá-lo ao hospital no carro dele, um Chevrolet Prisma de cor preta.

"Ela retornou para o apartamento sem Sabóia, e disse a quem perguntava que ele estava se recuperando na casa de amigos", afirmou a delegada. Três dias depois, porém, Tâmara vendeu o carro do aposentado por R$ 18 mil, falsificando a assinatura dele na documentação. E a partir dali, passou a morar no apartamento do homem.

A família do aposentado, que mora no Piauí, quando questionou por telefone o paradeiro de Sabóia, recebia como resposta que ele estava no Rio de Janeiro. "Os familiares não acreditaram na versão e vieram a Fortaleza em julho deste ano. Aqui registraram Boletim de Ocorrência e iniciamos as investigações", relatou Socorro Portela.

Foi então que a Polícia começou a desvendar o mistério. Um corpo encontrado em avançado estado de decomposição na Lagoa da Precabura, no Eusébio, dia 30 de outubro, foi identificado como sendo de Sabóia. O homem já havia sido enterrado como indigente.

Chegando à Tâmara, a Polícia descobriu, através do namorado dela, que a mulher carregava um vidro com o veneno para ratos no dia em que o aposentado foi visto pela última vez. Também o namorado afirmou ter visto Sabóia "espumando pela boca" quando era levado pela mulher.

Diante das informações, a Polícia representou pela prisão temporária da mulher, que foi concedida pela Justiça. Tâmara está recolhida na sede da DHPP e deverá prestar depoimento nos próximos dias.


Fonte: diariodonordeste
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.