Governo do RN prorroga estado de calamidade no sistema penitenciário

Novo decreto tem validade de 180 dias.
Renovação foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta (16).

O governo prorrogou o decreto de calamidade pública no sistema penitenciário do Rio Grande do Norte por mais 180 dias. A renovação foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (16). De acordo com a publicação, o objetivo do decretoo é "legitimar a adoção e execução de medidas emergenciais que se mostrarem necessárias ao restabelecimento do seu normal funcionamento".

O primeiro decreto de calamidade pública no sistema prisional do RN foi publicado no dia 17 de março deste ano, após a onda de rebeliões que atingiu pelo menos 14 das 33 unidades prisionais do estado.

De acordo com a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), já foram gastos R$ 5.643.297,83 nas reformas das unidades prisionais depredadas nas rebeliões de março passado. A secretaria reconhece que o sistema penitenciário do RN é ultrapassado e precisa de uma modernização com mais eficiência e tecnologia nos processos.

A Sejuc acredita que "a solução passa pela criação de novas vagas no sistema prisional, mais agilidade e fluidez em parceiros importantes como a Justiça, o Ministério Público e a Defensoria Pública".

Fugas
Desde o início do decreto de calamidade em março passado, pelo menos nove fugas foram registradas nas unidades prisionais do Rio Grande do Norte. Pelos menos 84 presos fugiram. A Secretaria de Justiça e Cidadania não informou quantos presos foram recapturados. Na Penitenciária de Alcaçuz, a maior unidade prisional do estado, foram registradas duas fugas: uma em 6 de abril e outra em 22 de abril. Em junho quatro presos fugiram do Centro de Detenção Provisória de Pirangi, na Zona Sul de Natal.

No mês seguinte foi registrada uma fuga na Cadeia Pública de Mossoró.
Já em setembro foram registradas quatro fugas do sistema prisional em menos de 24 horas.  A primeira fuga registrada no sistema prisional aconteceu no dia 8 na Penitenciária Estadual de Alcaçuz.Um preso fugiu e outro ficou entalado na saída do túnel. Os dois foram recapturados. TNo mesmo dia, quatro detentos fugiram da Cadeia Pública de Mossoró. Uma nova fuga foi registrada na Cadeia Pública de Mossoró no dia 9 e também na Cadeia Pública de Caraúbas.


Fonte: intertv
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.