'Miss cadeia' de Foz do Iguaçu retira tornozeleira e é procurada pela polícia

Parvati Sanchez, presa em 2012, retirou o equipamento.
Segundo a Secretaria de Segurança, Justiça foi comunicada do rompimento.

Quatro tornozeleiras eletrônicas foram encontradas na quinta-feira (26) com o lacre rompido em uma casa no Jardim Petrópolis, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. Uma delas era usada por Parvati Sai Gomes Sanchez, segundo a Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária (Sesp). Parvati foi ‘miss cadeia’ em 2013 em Foz do Iguaçu.
Desfile presidiárias 4 (Foto: Fabiula Wurmeister/G1)
Parvati era modelo em Caracas, na Venezuela, e havia conquistado o título de "miss princesinha 2008" no país de origem. Em março de 2013, ela foi escolhida Miss Centro de Reintegração Feminino (Cresf) de Foz do Iguaçu. “Esta é uma emoção completamente diferente da que vivi em outros concursos de beleza”, disse a venezuelana após a conquista.


Conforme a Polícia Militar (PM), os equipamentos estavam abandonados na residência. As tornozeleiras foram recolhidas e entregues à Polícia Civil para as investigações.
De acordo com a Sesp, o rompimento foi percebido e comunicado à Vara de Execuções Penais (VEP), que deve emitir um mandado de prisão contra as quatro mulheres para que elas sejam consideradas foragidas.

A VEP foi procurada pela reportagem, mas não prestou informações.
Com o rompimento, as quatro venezuelanas perdem o direito da progressão de regime, ou seja, terão que cumprir o restante da pena em regime fechado. Elas foram detidas em novembro de 2012 suspeitas de tráfico de drogas.

Na época, a Polícia Federal (PF) apreendeu 100 quilos de cocaína que engomavam roupas levadas na bagagem do grupo que ia para a Turquia.



Fonte: rpc


Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.