Premier francês adverte para risco de atentados com "armas químicas ou bacteriológicas"

Premier francês adverte para risco de atentados com "armas químicas ou bacteriológicas" FRANCOIS GUILLOT/AFP

O primeiro-ministro francês Manuel Valls advertiu nesta quinta-feira para o risco de um atentado com "armas químicas ou bacteriológicas", ao solicitar à Assembleia Nacional a prorrogação do estado de emergência, seis dias depois dos atentados de Paris.

Valls também defendeu a rápida adoção do arquivo europeu de passageiros aéreos.

— Estamos em guerra. E não o tipo de guerra a que tragicamente a História nos acostumou. Não, uma guerra nova, externa e interna, na qual o terror é o primeiro objetivo e a primeira arma — disse o chefe de Governo aos deputados.

Logo após os ataques em Paris, na noite da sexta-feira, o presidente François Hollande anunciou que as fronteiras seriam fechadas e as forças de segurança iniciariam buscas pelos suspeitos em todo o território francês. Na manhã seguinte, Hollande esclareceu que as fronteiras teriam apenas o controle intensificado. Era dada a largada à caça aos terroristas.


Fonte: zerohora
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.