ESTATÍSTICA DE PMS MORTOS NO RIO EM 2015 PODE SER A PIOR EM 7 ANOS, DIZ ISP


Em 2009, 17 PMs morreram em serviço; em sete meses de 2015 já são 16. Entre setembro e outubro deste ano, 9 foram mortos e 37 feridos.

O ano de 2015 pode ter a pior estatística de policiais militares assassinados em serviço dos últimos sete anos. É o que indica os dados parciais divulgados pelo Instituto de Segurança Pública do estado (ISP). Segundo o órgão, em 2009 foram 17 mortes, enquanto nos sete primeiros meses deste ano o número já chega a 16. Os números foram revelados enquanto a Polícia Civil investiga se é de um policial militar desaparecido um dos corpos encontrados carbonizados nesta terça-feira (13) no Conjunto de Favelas do Chapadão, no Subúrbio do Rio.

O soldado Neandro Santos de Oliveira estava de folga quando desapareceu nesta segunda-feira (12) O carro dele foi encontrado abandonado na entrada da Favela Final Feliz, em Costa Barros. O veículo tinha várias marcas de tiros, sangue e a carteira de policial militar em um dos bancos. De acordo com os investigadores, o PM foi abordado por bandidos na Rua Alcobaça, perto da comunidade.
PM Neandro está desaparecido e pode ter sido
morto (Foto: Reprodução/TV Globo)


De acordo com o delegado Rivaldo Barbosa, titular da Divisão de Homicídios, Neandro furou o bloqueio de uma falsa blitz, teve o carro baleado e revidou. Ele teria atingido um suspeito durante a troca de tiros. Em seguida, perdeu o controle da direção e o carro bateu em uma árvore. Depois disso, ele desapareceu.

Testemunhas disseram que Neandro foi levado para dentro da favela depois que os traficantes descobriram que ele era policial. A polícia fez buscas no Conjunto de Favelas do Chapadão para tentar encontrar o soldado.

Os investigadores disseram pelo menos dois corpos foram achados dentro de carros queimados na favela. O Globocop fez imagens de barricadas e de um homem que seria olheiro do tráfico. Também nesta terça, um outro carro queimado foi encontrado na Via Light, em Nova Iguaçu. Um corpo, não identificado, estava dentro do veículo.

Recentes assassinatos de PMs

Há duas semanas, um outro policial foi reconhecido e morto por bandidos. O soldado Bruno Rodrigues Pereira foi encontrado em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, com sinais de tortura. De acordo com a polícia, ele levou um tiro, foi amarrado e arrastado por um cavalo pelas ruas de uma favela. Os bandidos envolvidos no crime foram presos.

O soldado Caio era dublador e deu voz a Harry Potter
no Brasil (Foto: Reprodução/Youtube)

Dois dias depois, mais um PM foi morto. O soldado Caio César de Melo foi atingido durante uma operação no Conjunto de Favelas do Alemão, na Zona Norte. Ele também era dublador e deu voz a Harry Potter no Brasil. Segundo parentes dele, apesar dos apelos da família para que deixasse a PM, ele insistia em permanecer na corporação.

A Polícia Militar não informou quantos PMs foram vítimas de crimes este ano. Mas revelou que, entre os dias 1° de setembro e 2 de outubro, nove PMs foram assassinados e 37 ficaram feridos.

Dos policiais mortos, três foram vítimas de roubo, dois foram executados por terem sido reconhecidos como PMs e um foi baleado em confronto. Dos feridos, 22 foram atingidos durante confrontos com bandidos, 11 foram vítimas de roubo e nove estavam de folga.


Os crimes contra policiais aconteceram nas áreas de dezoito batalhões. O 16° BPM, que abrange o Conjunto de Favelas do Alemão, teve o maior número de ocorrências, seguido dos batalhões da Tijuca e de Rocha Miranda.
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.