"Japonês da Federal" faz campanha para reforçar efetivo da PF



O agente Newton Ishii, o “japonês da Federal”,  responsável pela escolta dos presos na Operação Lava Jato em Curitiba, aproveitou a exposição na mídia para cobrar o aumento do efetivo da corporação. Em um vídeo postado no Facebook nesta quinta-feira (17), ele fala da necessidade da convocação dos excedentes do concurso de 2014: “precisamos de vocês para juntar as forças, combater a corrupção e tornar o Brasil mais justo”, declarou.

Nesta sexta-feira (18), 600 agentes da Polícia Federal concluem curso de preparação e estarão aptos para começar a trabalhar e reforçar o efetivo de 11.817 servidores na PF.  Mas o volume não compensaria o número de agentes que deixam o posto. De acordo com dados do Ministério do Planejamento, cerca de 170 agentes federais abandonam a PF a cada ano.

“É muito cacique para pouco índio”, denuncia o grupo “Agentes Federais do Brasil” no Facebook. Os agentes alertam que a falta de efetivo prejudica o andamento de Operações como a Lava-Jato: “A situação das fronteiras hoje beira o lamentável. Pouquíssimos policiais para 16.000km de fronteira. Delegacias esvaziadas e a sensação de que as coisas não vão mudar, ainda mais diante do cenário econômico, que congelou todos os concursos públicos. Os policiais da ativa clamam por mais efetivo diante do excesso de trabalho. Operações como a lava-jato podem ser prejudicadas pelo pouco efetivo. E enquanto o crime organizado continua ‘convocando’ mais e mais candidatos todos os dias, a Polícia Federal literalmente joga fora pessoas prontas para o serviço!”, diz o post.



Fonte: paranaportal
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.