Preso suspeito de arrombar com carro e assaltar joalheria em Campina Grande

Ação foi filmada pelas câmeras do sistema de segurança do estabelecimento e, a partir das imagens, a polícia identificou o jovem detido como um dos suspeitos pelo assalto
Relógios apreendidos na casa do suspeito detido
A Polícia Civil prendeu, na tarde desta terça-feira (29), um jovem de 23 anos suspeito de participação no assalto a uma joalheria localizada no centro de Campina Grande. O crime aconteceu na madrugada do dia 21 de dezembro. De acordo com testemunhas, quatro homens armados chegaram ao local em um veículo modelo Golf de cor preta, que foi usado para arrombar a porta, que tem várias travas para reforçar a segurança. A ação foi filmada pelas câmeras do sistema de segurança do estabelecimento.


Os homens, que estavam vestindo moletons, fugiram sem ser identificados pelo vigilante contratado pelos lojistas para fazer a segurança dos estabelecimentos. Horas depois do crime, o carro usado no arrombamento foi encontrado pelos policiais queimado no bairro Novo Horizonte, que fica na saída de Massaranduba.

As imagens do circuito de vídeo da joalheria foram analisadas pelos agentes de investigação da Delegacia de Roubos e Furtos de Campina Grande, que identificaram o jovem detido como um dos integrantes do grupo. Foram realizadas buscas e o suspeito foi preso na residência dele, que fica no Condomínio Major Veneziano.

Os policiais encontraram, na casa dele, vários relógios com etiquetas da joalheria com o código de barra e preços, comprovando que eles foram roubados do estabelecimento. O jovem foi levado para a delegacia e, depois de prestar depoimento, foi encaminhado para o Presídio de Campina Grande, onde vai cumprir a prisão preventiva e aguardar a decisão da Justiça.

O trabalho dos policiais continua para identificar os outros integrantes do grupo, que continuam foragidos. “Assim que os outros suspeitos forem identificados, vamos pedir a prisão preventiva deles para que eles respondam na Justiça pelo crime que cometeram”, concluiu o delegado titular da DRF/CG, Danilo Orengo. Os relógios apreendidos com o preso foram entregues ao proprietário da joalheria.


Fonte: portalcorreio
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.