Publicitária é atingida por tiro de chumbinho e descobre horas depois

Jovem confraternizada com amigas na porta de um bar quando foi atingida.
Disparo foi feito em Santos, e bala ficou alojada a milímetros do coração.
Bala entrou próximo à axila e ficou alojada no corpo (Foto: Arquivo Pessoal)
Uma publicitária foi atingida por um tiro disparado por uma arma de chumbinho enquanto conversava com amigas na parte de fora de um bar localizado em Santos, no litoral de São Paulo. A jovem, de 25 anos, só descobriu que estava com uma bala alojada próximo ao coração após sentir dores e fazer um exame de Raio-X. Ela não sabe de onde veio o disparo.

O caso aconteceu na madrugada do último sábado (6), por volta das 3h30, mas a bala só foi encontrada após ela passar por dois hospitais. De acordo com o médico responsável pelo caso, o projétil não atingiu o coração por poucos centímetros e, apesar da sorte de não ter atingido nenhum órgão, a jovem ainda corre um sério risco de infecção.

A vítima, que prefere não se identificar, conversou com o G1 neste domingo (13). Ela conta que não possui inimigos e, por isso, acredita que não tenha sido algo premeditado. A bala entrou no corpo da jovem em um ponto próximo da axila esquerda.

"Não tenho inimizades. Imagino que o disparo veio de algum vizinho do bar que, cansado do barulho, queria espantar as pessoas. Pode ser também alguém que passou na rua e atirou. Eu estava conversando com as minhas amigas. Na hora eu não percebi que era um tiro. Eu só ouvi um estalo e senti uma dor forte nas costas. Quando as minhas amigas levantaram a minha blusa, estava sangrando", relata.

Preocupados com o sangramento, os amigos ligaram para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a jovem foi levada para o Pronto-Socorro Central.
"O médico disse que tinha sido uma perfuração superficial. Eu fui para casa, em Guarujá, e contei para os meus pais o que havia acontecido. Eles me levaram para uma unidade de saúde e o médico pediu um Raio-X. Foi quando acabou constatado que tinha um projétil alojado na parte direita do meu corpo. A bala passou a poucos milímetros do meu coração", conta.

Polícia investiga

Após descobrir que tinha sido atingida por um tiro, a publicitária decidiu levar o caso para a polícia. Ela registrou um boletim de ocorrência na delegacia Sede de Guarujá, que encaminhou o caso ao 7º Distrito Policial de Santos, responsável pela área onde a vítima foi atingida.

A jovem diz que um dos investigadores já entrou em contato com ela e que o caso está sendo investigado. "Fiz exame de corpo de delito, boletim de ocorrência e estou aguardando o trabalho da polícia. Não sei se o local tem câmeras que possam ajudar e não faço a mínima ideia de como isso aconteceu", destaca.

Restrições
A bala ainda está alojada no corpo e não pode ser retirada. A jovem disse que foi informada pela equipe médica que seria necessária uma cirurgia invasiva para procurar a exata localização do projétil, por isso a recomendação é aguardar em repouso.

"Vou ter que manter as próximas semanas de repouso, descanso e com acompanhamento. Sabemos que o projétil está no lado direito, mas eu ainda sinto dores. Não dá para saber se a bala vai se mover ou não, sem contar que o médico disse que há risco de infecção por ser um corpo estranho", afirma.


Fonte: G1
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.