Seis pescadores resgatados na costa do Ceará chegam ao RN

Seis dos oito pescadores que ficaram à deriva na costa nordestino por cinco dias retornaram às suas casas na madrugada de hoje. Os outros dois permanecem internados no Hospital Geral de Fortaleza. O pescador Cleudo Eneás de Castro, de 48 anos, foi um dos resgatados que chegou à Natal depois de receber alta da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da Praia do Futuro.
Segundo Maria José, esposa de um dos pescadores, ele ainda está abalado com o que aconteceu
O pescador chegou por volta das 3h da madrugada de ônibus junto com seus companheiros de embarcação. A mulher dele Maria de Jesus Inácio Ribeiro disse que o marido não conseguiu dormir rápido apesar da exaustão. “Ele chegou de 3 horas só ficou chorando, falando do que ele tinha passado. Quando fechava os olhos pra dormir via tudo de novo”, contou a mulher.

Na casa, o clima já é de alívio. Com a notícia do retorno, vários família estão indo até a casa do pescador para comemorar o “presente de Natal” da família. Cleudo teve o ofício herdado do pai. Natural de Barra de Maxaranguape, ele é casado há 30 anos com Maria de Jesus Ribeiro e nunca tinha passado por uma experiência semelhante.

Na sexta-feira, 18, os oito pescadores partiram de Natal para trabalhar em alto mar durante duas semanas. Mas logo no primeiro dia, o piso da cozinha do barco cedeu no trecho da costa potiguar entre Fernando de Noronha e o RN. Com controle, o barco foi parar na costa do Ceará, onde foi avistado pelos tripulantes da embarcação Rio Prata. Na madrugada da quinta-feira, eles finalmente chegaram em terra firme no Estado do Ceará.

Fonte: tribunadonorte

Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.