Suspeito de estuprar mãe e filha foge de CDP na Grande Natal!

Fuga aconteceu na manhã desta segunda (7) no CDP de Nova Parnairim.
Suspeito foi preso em novembro pelo estupro de mãe e filha durante assalto.
Jair Soares foi preso em novembro pelo estupro de mae e filha durante um assalto em Parnamirim, na Grande Natal (Foto: Portal BO)
Preso como um dos suspeitos de estuprar mãe e filha durante um assalto em Parnamirim, município da Grande Natal, Jeová Soares, conhecido como 'Jeová Cego', fugiu do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Nova Parnamirim na manhã desta segunda-feira (7).

De acordo com informações de agentes penitenciários que trabalham na unidade, o preso fugiu durante o banho de sol. Ele teria fugido passando por entre as grades do CDP.
Segundo o tenente-coronel Jair Júnior, do 3º Batalhão de Polícia Militar de Parnamirim, dez equipes do batalhão, entre policiamento ostensivo e equipes de inteligência, estão realizando buscas pela região. No entanto, até o momento, o paradeiro do fugitivo não foi identificado.

A polícia pede que qualquer informação sobre o paradeiro do preso fugitivo seja informada as autoridades por meio dos telefones 181 e 190.

O caso
O crime aconteceu no dia 24 de novembro. Segundo a Polícia Militar, o pai estava em casa, localizada no bairro Bela Parnamirim, com os três filhos do casal. Um deles, uma garota de 14 anos, e dois meninos, de 7 e 11 anos. Todos estavam dormindo quando os criminosos invadiram a residência.

O pai ainda detalhou a abordagem dos criminosos. "Acordei, olhei, e vi que os dois homens estavam armados. Minha filha maior tava com uma arma na cabeça. Me tiraram do quarto e nos colocaram deitados no chão. Começaram a roubar e colocaram tudo dentro do carro", relatou. O pai contou à polícia que os criminosos obrigaram a garota a colocar os objetos roubados dentro do carro, momento em que a mãe chegou em casa. Ela foi rendida.

Em seguida, a mulher e a menina foram estupradas. Após o crime, os assaltantes fugiram levando objetos de valor e o carro da família. Mãe e filha foram levadas para uma maternidade em Parnamirim, onde foram medicadas.

Jeová e um outro suspeito de 18 anos foram presos no dia 25 de novembro. Com os suspeitos foram apreendidos um revólver, além de objetos roubados da casa das vítimas, como microondas, notebook e celulares. Os dois suspeitos negaram ter cometido os estupros, mas acusaram um ao outro. A dupla também foi reconhecida como responsável por arrastões no litoral Sul do RN.



Fonte: g1
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.