Suspeitos de tentar fraudar licitação são soltos pela Justiça do RN

Uma decisão da Justiça do Rio Grande do Norte liberou os oito empresários presos suspeitos de fraude em uma licitação da Secretaria do Trabalho, Habitação e Assistência Social do estado. Os investigados foram libertados após audiência de custódia realizada no sábado (19).
De acordo com as investigações da Justiça do RN, quatro dos empresários detidos não teriam envolvimento com o esquema de fraude na licitação. Já os outros quatro - que teriam envolvimento com o esquema - receberam liberdade condicional e devem ficar em liberdade.

Os oito empresários foram detidos na última sexta-feira (18) por promotores de Defesa do Patrimônio Público e agentes de Polícia Civil no prédio da Sethas, suspeitos de combinarem preços para a licitação referente fornecimento e distribuição de alimentos para o programa Restaurante Popular.

O custo estimado do serviço era de R$ 21 milhões. De acordo com uma fonte que acompanha o processo, um empresário que participaria da licitação denunciou o esquema criminoso por não ter aceitado participar da “organização criminosa”. Segundo a fonte, o denunciante gravou vídeos e conversas das tratativas que culminariam na partilha dos onze lotes previstos na licitação entre as empresas participantes. Todos sairiam com alguma fatia dos R$ 21 milhões.


Fonte: tribunadonorte
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.