MPCE requer condenação de todos os acusados de participação na morte do policial Tonny Ítalo

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através do promotor de Justiça da 7ª Vara Criminal, Evilázio Alexandre, requereu na terça-feira (19/01), no Fórum Clóvis Beviláqua, a condenação de Rafael Gomes da Silva, Antônio Anderson Pereira, vulgo “bigô”, Antônio Romário Sousa dos Reis e Yuri Nogueira Correia. Os quatro são acusados dos crimes de latrocínio, que levou à morte o inspetor de Polícia Civil Tonny Ítalo Lima Pinheiro, formação de quadrilha e corrupção de menor.
Na peça, o promotor de Justiça afirmou que, após avaliar a conduta fática praticada pelos acusados e diante das provas, requer a condenação de todos, pois, apesar de negarem a autoria, esta tese é desesperada e frágil e, por isso, incabível e inaceitável até porque não apresentaram nenhuma prova apta e idônea do que alegam ao processo. “É uma versão solteira, isolada nos autos, que não merece credibilidade alguma”, declara.

“A autoria e materialidade do crime resultou amplamente comprovadas, ante o auto de exame cadavérico da vítima, a prisão em flagrante de parte dos acusados com a respectiva confissão na fase inquisitiva, a confissão do adolescente na DCA, perante o Ministério Público e o Juízo da Criança e do Adolescente e a reprodução simulada do crime, tudo corroborado pelos depoimentos firmes e coerentes das testemunhas arroladas”, ressalta o promotor Evilázio Alexandre.
Ele destacou ainda que, além da perda sofrida por familiares e amigos do inspetor, “prejuízo maior teve a sociedade, pois a vítima, Tonny Ítalo, com sua inteligência, seriedade, competência, dedicação e profissionalismo, conforme noticiado na imprensa local por ocasião de seu falecimento, em muito tinha a colaborar para a transformação desta sociedade egoísta, perversa e violenta, numa sociedade de paz, mais justa e solidária”.

Tonny Ítalo morreu no dia 28 de janeiro de 2015, com 28 anos de idade, depois de ser atingido no peito em uma tentativa de assalto ocorrida no dia 24 de janeiro daquele ano.


Fonte: cearaagora
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.