Menor acusado de assassinar peruano jogava basquete no RJ

O adolescente X., de 14 anos, acusado de ser um dos assassinos do peruano e professor da Uerj Carlos Patrício Samanez, de 62 anos, joga basquete em um clube do Rio. O jovem, que tem mais de 1,90m de altura, foi ouvido nesta sexta-feira na Divisão de Homicídios. Depois de passar por exames no Instituto Médico-Legal, no Centro do Rio, ele foi transferido para a 6ª DP (Cidade Nova), onde existe um núcleo da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente.
Momento em que o menor acusado de matar professor da Uerj chega na 6ª DP Cidade Nova)
O menor confessou ter sido o autor da morte do professor. Ele contou que estaria com outros dois adolescentes na hora do crime, na última segunda-feira. O trio abordou o professor, que passeava com um cachorro, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão. Na versão de X., o professor estaria armado com uma faca e tentou reagir ao assalto.

A vítima foi derrubada no chão e agredida com socos e chutes. X. teria dado três facadas no professor, que morreu no local. A polícia ainda não tem pistas dos outros dois jovens que teriam participado do assassinato. Morador da Tijuca, o peruano saiu de casa por volta das 15h da última segunda-feira. A família tentou um contato com ele por telefone às 17h, sem sucesso. À noite, parentes começaram a procurá-lo em hospitais e, no fim da madrugada de terça-feira, encontraram seu corpo, sem identificação, no Instituto Médico-Legal (IML).


Fonte: extra


Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.