Operação de PE e PB prende 5 e apreende carros de luxo e objetos furtados

Delegado de Goiana (PE) foi a Campina Grande cumprir mandados de prisão gerados a partir de meses de investigação; na PB, ele foi auxiliado pelas delegacias de Homicídios e Roubos e Furtos de Campina Grande-PB


Uma operação que se originou através da Polícia Civil de Goiana (PE), que teve como parceira a Polícia Civil de Campina Grande, por meio das delegacias de Homicídios e de Roubos e Furtos, prendeu cinco pessoas e apreendeu cinco veículos, dois reboques, sistema de som e objetos que seriam roubados, nesta sexta-feira (26), em vários bairros da cidade paraibana. Um dos carros apreendidos é um luxuoso Chevrolet Camaro, que tinha um mandado de busca e apreensão.

A ação é parte de uma investigação sobre a comercialização de veículos e equipamentos automotivos com suspeita de furto, desenvolvida há pelo menos cinco meses pelo delegado Thiago Uchôa, de Pernambuco, que foi a Campina para cumprir três mandados de prisão expedidos pela Justiça do estado vizinho.

Segundo o delegado Lamartine Lacerda, da DRF de Campina Grande, que ficou responsável por um dos braços da operação, além dos três detidos em virtude dos mandados da Justiça pernambucana, foi preso um homem que estava com a posse do Camaro e mais três veículos (um Fiat Strada, um Volkswagen Saveiro e um quadriciclo).

“Ele foi preso em flagrante pela receptação do quadriciclo e apresentação de documento falso para comprovar a legalidade do veículo”, disse Lamartine. O delegado acrescentou que o quadriciclo foi conduzido a Goiana e que os demais automóveis ficaram apreendidos na Central de Polícia Civil de Campina Grande. Ele ainda disse que há suspeitas de que as caminhonetes apreendidas possam ter sido usadas para carregar materiais roubados.

Em uma abordagem de agentes da DRF em uma empresa equipadora de veículos da cidade, foi constatada a presença de objetos sem nota fiscal. O dono do empreendimento foi conduzido à delegacia, assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência e responderá em liberdade.

Durante os trabalhos na equipadora, os policiais presenciaram a chegada de um cliente com um carro adulterado e com uma aparelhagem de som em um reboque. Mais uma vez foi constatada ausência de notas fiscais e o homem foi preso. “Ele foi detido por adulteração do veículo e receptação de produto roubado”, explicou o delegado.

Dois detidos no cumprimento dos mandados foram direcionados a Goiana. Uma mulher também foi presa nessa fase, mas, por questões logísticas da polícia, foi mantida em Campina Grande. Os dois restantes se encontravam, na noite desta sexta, na carceragem da Central de Polícia. Eles deverão ser encaminhados para a Penitenciária Padrão de Campina Grande.

A Polícia Civil ainda não concluiu as investigações e poderá haver novas ações conjuntas entre os agentes dos dois estados durante os desdobramentos da operação.



Fonte: portalcorreio

Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.