Mulheres integrantes de grupo criminoso são condenadas ao total de 27 anos de prisão

Enedina Gomes da Silva, Kelri Lima Rodrigues e Eline Daiane Gomes de Sousa foram condenadas, nesta segunda-feira (29/02), a nove anos de reclusão cada. Elas cometeram os crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. As penas serão cumpridas em regime fechado e as acusadas não poderão apelar em liberdade.
A decisão foi proferida pelo juiz Ernani Pires Paula Pessoa Junior, titular da 1ª Vara de Delitos de Trafico de Drogas de Fortaleza-CE. “Considerando-se as provas, oral, pericial e documental, produzidas nos autos, bem como toda a investigação policial, não pairam dúvidas quanto à autoria delitiva”, ressaltou.

Segundo o processo, o trio foi preso em flagrante no dia 6 de junho de 2015, às 22h30, na rua Rita de Cássia, no bairro Sapiranga, na Capital. Com elas haviam 630g de maconha, 6g de cocaína, 45g de crack, material para embalar droga, uma balança de precisão e R$ 564,00.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Ceará (MP/CE), a prisão ocorreu após denúncias de tráfico no local. As mulheres foram surpreendidas em revezamento na comercialização de entorpecentes. Enquanto uma entregava a substância, a outra recebia o pagamento. Em juízo, Enedina confessou o crime, mas Kelri e Eline negaram participação.

No entanto, o magistrado afirmou que as testemunhas da acusação comprovaram, de forma segura, que as três “estavam juntas na mercância ilícita de entorpecentes e integravam um grupo criminoso, instituído para a aquisição, o depósito, a preparação e a venda de drogas”. O juiz destacou ainda que a confissão de Enedina “está devidamente ratificada pela prova testemunhal, demonstrando a culpabilidade das delatadas”.



Fonte: cearaagora
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.