“Se quiser tentar desmoralizar o Estado, haverá uso do poder coercitivo”, disse Walber Virgolino

O futuro Secretário da Justiça e Cidadania, que também vai administrar às unidades prisionais do Rio Grande do Norte, delegado, Walber Virgolino Ferreira, concedeu entrevista ao jornal Tribuna do Norte.
Walber Virgolino futuro secretário da Sejuc - (Foto: Nalva Figueiredo/Correio da Paraíba)
O Blog Sidney Silva, separou alguns trechos, confira:

“Ele, o apenado, vai escolher — se quiser cooperar com o sistema, terá todos os benefícios legais que a lei permite, mas se quiser tentar desmoralizar o Estado, haverá uso do poder coercitivo“.

“Vamos por fim à zona de conforto dos presos, e se for o caso, até adotar medidas como suspensão de visitas íntimas àqueles que não seguirem as regras“.

“A missão é minha, o comando é meu e a responsabilidade é minha. Se não der certo, o governador vem e troca e coloca outro. Quando assumir, todos podem cobrar de mim e deixem o governador trabalhar na parte administrativa, que é o que ele sabe fazer“.

“Sei que vão ocorrer ameaças, com possíveis ações que visem ferir minha integridade física, mas “o pau que dá em Chico dá em Francisco”. O que vier de lá para cá vai ter reação“.
Essas medidas podem ocasionar que reações?

“Rebeliões. Elas podem acontecer, no início, quase todos os dias porque o arrocho vai ser grande e eles vão querer dar uma resposta ao Estado. E eu quero é que ocorra porque é bom trabalhar no caos“.



Fonte: sidneysilva/tribunadonorte
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.