CONFRATERNIZAÇÃO 2014

CONFRATERNIZAÇÃO 2014

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

BREJINHO e UPANEMA: Terminais do Bradesco são alvos de explosão em duas cidades do RN

Crimes aconteceram nesta madrugada nas cidades de Upanema e Brejinho.
Na primeira, quadrilha ainda atirou em veículos e muros de residências.

Terminais eletrônicos do banco Bradesco das cidades de Upanema, na região Oeste, e Brejinho, na região Agreste do Rio Grande do Norte, foram alvos da ação de criminosos na madrugada desta quinta-feira (20). Segundo a Polícia Militar, os criminosos usaram dinamite para explodir os caixas. Em Upanema o dinheiro foi levado, mas o valor não foi revelado. Na fuga, tiros disparados atingiram dois veículos e muros de residências. Já em Brejinho, a carga de explosivos não foi suficiente para violar o terminal. Ninguém foi preso.

Comandante do destacamento da PM em Upanema, o sargento Juscelino de Santana contou ao G1 que a explosão aconteceu por volta das 3h. “A quadrilha era formada por cinco homens. Encontramos capsulas de pistola 9 milímetros, que é de uso exclusivo do Exército, de pistola calibre 380 e de espingarda calibre 12”, revelou.

Ainda de acordo com o sargento, a quadrilha fugiu em um único carro. “Esta foi a segunda vez que o Bradesco é alvo de explosão na cidade. A primeira aconteceu em fevereiro, quando o prédio da agência ficou completamente destruído”, acrescentou.


Já em Brejinho, a PM informou que o bando também utilizou dinamite para arrombar o caixa. No entanto, a explosão não foi suficiente para abrir o cofre do terminal e os criminosos fugiram sem levar o dinheiro. Na fuga, grampos de metal foram jogados na pista para evitar perseguição da polícia. Um caminhoneiro, inclusive, teve os pneus do veículo furados.

G1/RN

Isonomia entre carreiras da Polícia Civil e Polícia Militar é inconstitucional, decide STF



Nessa quarta-feira, 19, o Supremo Tribunal Federal julgou procedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade promovida pela Associação dos Delegados da Bahia acerca de previsão na Constituição do Estado da Bahia da isonomia entre as carreiras de policiais civis e militares.

De acordo com o texto constitucional estadual, lei trataria “sobre a isonomia entre as carreiras de policiais civis e militares, fixando os vencimentos de forma escalonada entre os níveis e classes, para os civis, e correspondentes aos postos e graduações, para os militares”.

No entanto, conforme decisão do STF (ADI 3777), a norma choca com a vedação expressa no artigo 37 da Constituição Federal, inciso XIII, a qual veda a vinculação ou equiparação de espécies remuneratórias de servidores públicos.

“A norma da Constituição Estadual a toda evidência fixa hipótese de vinculação remuneratória entre os policiais civis e militares”, afirmou o Ministro relator Luiz Fux.

glauciapaiva.com



PM registra assaltos simultâneos a Correios e lotérica no Seridó potiguar

Crimes aconteceram nesta manhã em Carnaúba dos Dantas e São Vicente.
Suspeitos são duplas que usaram motocicletas para fugir.

Uma agência dos Correios e uma casa lotérica foram alvos de assaltantes na manhã desta quarta-feira (19) na região Seridó do Rio Grande do Norte. O roubo à agência aconteceu na cidade de Carnaúba dos Dantas, que fica a 38 quilômetros de São Vicente, onde o alvo foi a lotérica. Segundo a Polícia Militar, os dois assaltos ocorreram simultaneamente, logo após às 11h.

Ainda de acordo com a PM, não se sabe se os crimes têm relação. Em Carnaúba dos Dantas, dois homens renderam clientes e funcionários, realizaram o assalto e fugiram em uma motocicleta de cor vermelha. Já em São Vicente, os criminosos também renderam clientes, mas fugiram em uma moto de cor cinza.

No primeiro caso, o Grupo Tático Operacional (GTO) de Parelhas foi chamado para auxiliar nas buscas pelos assaltantes. Em São Vicente, o reforço foi feito pelo GTO de Currais Novos, que faz a ronda para tentar encontrar os criminosos.


G1/RN

Polícia de Alagoas prende suspeito de assaltos no Rio Grande do Norte

Jocival de Oliveira foi preso com um carro roubado em Marechal Deodoro.
Delegado Jobson Cabral diz que ele tentou resgatar presos de Aracaju.


A Polícia Civil de Alagoas prendeu um homem suspeito de praticar assaltos, roubos e furtos de veículos no Rio Grande do Norte. Jocival de Oliveira Souza, 40, foi preso durante um show na cidade de Marechal Deodoro, no último final de semana.

De acordo com o delegado Jobson Cabral, Jocival Souza estava em um carro importado que ele teria roubado em 
Natal (RN). O delegado diz ainda que o suspeito tentou ainda resgatar presos em na capital de Aracaju, em Sergipe.

O delegado Jobson Cabral aguarda a chegada de um delegado do Rio Grande do Norte para que Jocival de Oliveira Souza seja transferido e possa responder pela prática de vários crimes.

G1/RN

Dieese aponta que desequilíbrios nas contas do Estado é fictício



Não há desequilíbrio fiscal na situação econômica-financeira do Estado. A crise nas contas do Governo – com implicações diretas no pagamento dos servidores – é provocada, entre outros motivos, pela uso do orçamento no pagamento de despesas de capital, queda no repasse de convênios e falta de planejamento. A conclusão é do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) que apresentou uma análise da gestão orçamentária e financeira do Rio Grande do Norte a pedido de alguns sindicatos.

Os dados do estudo foram apresentados ontem (18) à imprensa e tem como base informações colhidas no Portal da Transparência e nos demonstrativos da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Constam no levantamento, os dados de receita corrente do Estado, receita corrente líquida, receita corrente disponível, repasses a outros poderes, gastos com pessoal e encargos no período de 2010 a 2013.

Neste período, o Estado obteve um saldo positivo no orçamento de R$ 631,2 milhões (2010), R$ 375,8 mi (2011), R$ 393 mi (2012) e R$ 631,1 mi (2013). No entanto, ao contabilizar as receitas e despesas de capital, o saldo foi sempre negativo: -R$ 394 mi, -R$ 340 mi, -R$ 458 mi e -R$ 269 mi, respectivamente. Orçamento é tudo aquilo que o Estado arrecada com impostos. Nas receitas de capital, estão contabilizadas as operações de crédito, alienação de bens, entre outros.

As contas revelam que o Estado gastou mais do que arrecadou. Mas o resultado final (orçamento disponível menos orçamento de capital) indica saldos positivos no período analisado, com exceção do ano de 2012. Em 2010, o Estado ficou com saldo de R$ 236 mi; um ano depois esse valor diminuiu para R$ 35 mi; em 2012 o saldo ficou negativo em R$ 65 mi e, ano passado, havia R$ 361 mi nas contas do Estado.

“Esse saldo positivo só ocorreu porque o Estado tirou da receita de capital e colocou no orçamento geral”, explicou o supervisor técnico do Dieese, Melquisedec Moreira. “A despesa com pessoal se manteve constante, não representou variação significativa nos gastos do Governo”, acrescentou.

De acordo com o Dieese, os gastos com folha de pagamento não sofreram variação considerável. Ao longo dos 12 anos, a despesa líquida com pessoal do Executivo vem se posicionando dentro do limite prudencial (entre 46,55% a 49% da receita), com média calculada de 48,25%. O órgão apontou ainda que, entre 2002 e 2014, a receita corrente líquida evoluiu de R$ 1,8 bilhão para R$ 7,6 bilhões, o que representa uma variação de 306%. No mesmo período, a despesa com pessoal evoluiu de R$ 883 milhões para R$ 3,7 bilhões. Variação de 320%. “Ou seja, as duas curvas são ascendentes. Não se pode afirmar que o problema das contas é a folha de pagamento”, ponderou Moreira.


Na tarde de ontem, a  reportagem tentou contato, via telefone, com o titular da secretaria de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan), Francisco Obery Rodrigues Júnior. Mas as ligações não foram atendidas.

Tribuna do Norte

Acusado de crime que chocou o RN em 2009 é condenado em júri popular



Thiago Pereira, o 'Thiago Cabeção', pegou 26 anos e 3 meses de prisão.
Maria Luiza, 15 anos, foi encontrada morta seis dias após ter desaparecido.

Thiago Felipe Rodrigues Pereira foi inocentado da acusação de matar Francinildo Cordeiro, assassinado em 2008 na zona Oeste de Natal  (Foto: Adriano Abreu/Tribuna do Norte)Foi condenado a 26 anos e três meses de prisão em regime fechado, em júri popular realizado na noite desta quarta-feira (19), Thiago Felipe Rodrigues Pereira, o 'Thiago Cabeção', um dos acusados de ter matado a estudante Maria Luiza Fernandes Bezerra, de 15 anos – crime que chocou o Rio Grande do Norte em 2009.

O outro acusado do assassinato, Kleisson de Souza Freitas da Silva, o 'Negão', não foi julgado nesta quarta-feira (19), já que o advogado dele está viajando e não pôde comparecer ao júri. Ainda não há uma data estabelecida para o julgamento de Kleisson.

O júri foi presidido pela juíza Eliana Alves Marinho, da 1ª Vara Criminal de Natal.

Os dois acusados foram denunciados pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado, roubo qualificado, estupro, vilipêndio (maltrato de cadáver) e ocultação do corpo. No caso de Thiago, só não ficou comprovada a acusação de estupro.

Maria Luiza saiu de casa no dia 21 de abril de 2009, feriado de Tiradentes, para se encontrar com o namorado em uma lan house. Ela não chegou ao destino. Seis dias depois, o corpo da adolescente foi encontrado nu e já em avançado estado de decomposição. A perícia constatou que a adolescente foi estuprada e estrangulada. O corpo de Maria Luiza estava em um lixão no bairro de Felipe Camarão, na Zona Oeste de Natal.

Desaforamento negado

Nesta terça-feira (18), o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte negou uma liminar, sem apreciação do mérito, que pedia o desaforamento do julgamento, ou seja, que o local do júri mudasse de Natal para Mossoró ou Pau dos Ferros, cidades da região Oeste do estado.

Maria Luiza, de 15 anos, morta em 2009 (Foto: Arquivo da família)O pedido foi feito pelo advogado Marcus Alânio Martins Vaz, que fez a defesa de Thiago Pereira. O advogado alegou que a família da vítima havia criado um clamor nas redes sociais ao convocar pessoas para comparecerem ao júri vestidos de preto, em sinal de luto, o que na opinião do advogado deveria interferir na avaliação dos jurados.

Antes do julgamento, o promotor Augusto Flávio Azevedo comentou que o assassinato de Maria Luiza tivera uma combinação de desejo e estímulo de drogas. "Havia um desejo reprimido pela moça da parte de um dos acusados, o Thiago, e um flagrante do envolvimento de ambos os acusados com drogas. Os dois andavam juntos. Era um dia esquisito e chuvoso quando a menina foi pega a força e colocada em um carro. Ela sofreu diversos abusos, foi morta e o corpo foi desovado", afirmou.

Thiago Felipe Rodrigues Pereira e Kleisson foram sentenciados a sentarem no banco dos réus em 19 de dezembro do ano passado. A sentença de pronúncia foi do juiz Ricardo Procópio Bandeira de Melo, titular da 3ª Vara Criminal de Natal.

G1/RN


Popular Posts