PM registra cinco assassinatos em apenas três horas na Grande Natal

Vítimas foram mortas entre 20h e 23h desta quarta-feira (27). Em um dos casos, em Parnamirim, homem foi morto na frente da família.


O primeiro homicídio aconteceu no bairro de Rosa dos Ventos, em Parnamirim (Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi)
O primeiro homicídio aconteceu no bairro de Rosa dos Ventos, em Parnamirim (Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi).

Em um intervalo de apenas três horas, cinco pessoas foram assassinadas na noite desta quarta-feira (26) na Grande Natal. Segundo a Polícia Militar, os crimes aconteceram entre 20h e 23h em bairros das zonas Oeste, Norte e Leste da capital potiguar, além de um caso registrado na cidade de Parnamirim. Ninguém foi preso.

O primeiro homicídio aconteceu no bairro de Rosa dos Ventos, em Parnamirim. A vítima foi identificada como Severino Barbosa da Silva, de 33 anos. De acordo com a PM, ele saía de uma lanchonete na rua Sebastiana Cristina, junto com a mulher e os filhos, quando dois homens de moto chegaram e efetuaram os disparos. A mulher de Severino informou a polícia que o marido havia sido preso há oito anos por receptação.

O segundo homicídio aconteceu no bairro  Bom Pastor, na Zona Oeste de Natal. A vítima foi identificada como Willian Pereira da Silva, de 17 anos. "O adolescente estava com um amigo quando dois homens se aproximaram e começaram a atirar. O Willian morreu na hora. O amigo também foi baleado, mas conseguiu correr. O Samu foi chamado ao local e levou o rapaz ferido para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho", explicou o soldado da PM Roberto Trindade. A família de Willian informou que o jovem tinha envolvimento com assaltos e era usuário de drogas.

O terceiro crime aconteceu no bairro de Igapó, na Zona Norte da capital. A vítima foi um rapaz identificado apenas como Cristiano, morto a facadas na rua Santo Agostinho. O local é conhecido na região por ser um ponto de venda de drogas.

O quarto assassinato foi registrado no loteamento José Sarney, também na Zona Norte de Natal. A vítima é um homem identificado como Cláudio George da Costa Jacinto, de 30 anos. A Polícia Militar informou que dois homens em uma moto o encontraram na rua Dom Pedro I e o executaram a tiros.

O último homicídio da noite ocorreu na Avenida 23 de Dezembro, que fica na praia do Meio, na Zona Leste da capital. Segundo o sargento da PM Neilson Barros, a vítima foi identificada por moradores da região apenas como Robinho. "Ele trabalhava como flanelinha. Tinha envolvimento com drogas e foi atingido por dois tiros no tórax", disse.

As investigações foram iniciadas pela Delegacia Especializadas de Homicídios de Natal. Ninguém foi preso até o momento.

G1 RN

‘Eu quero justiça’, diz pai beijando rosto do filho assassinado em Parnamirim

CYMERA_20141126_205926

O sangue derramado em via pública de Severino Barbosa da Silva, 33 anos, foi mais um crime de homicídio registrado na noite desta quarta-feira, 26, na cidade de Parnamirim.

De acordo com a Polícia Militar, por volta das 19h30 dois homens em uma motocicleta de cor preta chegaram atirando contra Severino que não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O pai da vitima, emocionado e inconsolável, esteve no local e beijando o rosto do filho ainda em solo, pediu justiça. A nossa equipe ele informou que o filho havia sido preso há oito anos por receptação e roubo.

O crime será investigado pela Delegacia de Homicídios da Polícia Civil.

*Por 190rn

Homem é preso com moto roubada e pistola ponto 40

Arma pode ser da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Fotos: Sérgio Costa / Portal BO

Policiais da Delegacia Especializada na Defesa e Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov) prenderam um jovem de 20 anos de posse de uma pistola ponto 40 e uma motocicleta com queixa de roubo. Francisco de Medeiros Silva foi flagrado pelos agentes, na rua Rio Carnaúba, no bairro da Redinha, zona Norte de Natal.

De acordo com o delegado titular da especializada, Atanásio Gomes, a equipe recebeu informações importantes dando conta da presença do suspeito trafegando no local com um veículo tipo motocicleta modelo Titan de cor preta roubada há duas semanas.

“Diante dos informes apresentados montamos uma campana para prender Francisco e ficamos surpresos quando na abordagem encontramos a pistola”, disse.

A arma, ainda segundo o policial, pode ser da polícia militar do Estado de São Paulo, no entanto essa suspeita ainda está sendo averiguada. Para os policiais o suspeito negou que sabia que a moto era roubada e não soube explicar origem da pistola. Francisco foi autuado por porte de arma de uso restrito e receptação.

Portal BO

E É TODO DIA AGORA? Bando explode caixa e foge atirando pelas ruas da cidade de Pureza, RN

Crime aconteceu na madrugada desta quinta-feira (27). Segundo a PM, cinco homens foram vistos fugindo em um Ecosport branco.



Uma quadrilha especializada em arrombamento a caixas eletrônicos agiu na madrugada desta quinta-feira (27) e explodiu, usando dinamites, o terminal bancário do Bradesco na cidade de Pureza, distante cerca de 60 quilômetros da capital potiguar. Segundo a Polícia Militar, o dinheiro que estava no caixa foi levado, mas ainda não se sabe a quantia exata.

Em contato com o G1, o major Josemário Xavier, comandante da Polícia Militar na região, disse que a quadrilha era formada por cinco homens. “O caixa foi explodido por volta das 3h. Em seguida, eles fugiram em um Ecosport de cor branca. Ainda chegaram a fazer vários disparos pelas ruas da cidade, como forma de intimidação. Mas, ninguém ficou ferido”, acrescentou.

Ainda de acordo com o major, por dia, apenas um policial militar faz a segurança pública da cidade de Pureza.

Somente nesta semana, esta é a terceira agência do Bradesco alvo de criminosos no Rio Grande do Norte. Nesta quarta, o alvo foi o terminal da cidade de Arez, distante pouco mais de 50 quilômetros de Natal. De acordo com a PM, a quadrilha não conseguiu levar o dinheiro porque teria errado na quantidade de dinamite usada, o que causou desabamento de parte do prédio e terminou incendiando a agência. Após a ocorrência, ainda de acordo com a polícia, moradores  levaram o dinheiro que ficou espalhado no local.

No início da semana, ação semelhante aconteceu na cidade de Santa Maria, a região Agreste. Após explodirem o caixa, os criminosos fugiram levando o dinheiro. Ninguém foi preso.

G1 RN

Em Arez, quadrilha usa dinamite demais, detona caixa e agência pega fogo


Uma quadrilha explodiu a agência do banco Bradesco do município de Arez, na região Leste do Rio Grande do Norte. O crime aconteceu na madrugada desta quarta-feira (26). Segundo a Polícia Militar, o bando não conseguiu levar o dinheiro porque teria errado na quantidade de dinamite usada, o que causou desabamento de parte do prédio e terminou incendiando a agência. Após a ocorrência, ainda de acordo com a polícia, moradores  levaram o dinheiro que ficou espalhado no local.

De acordo com o capitão Cláudio Henrique, comandante do policiamento militar no município, a quadrilha era formada por mais de 10 homens armados com fuzis e espingardas calibre 12. "Eles chegaram por volta das 3h e ocuparam vários pontos da cidade. Para impedir a ação dos policiais, a quadrilha colocou uma corrente na entrada da sede da PM, o que fez com que as viaturas ficassem presas", disse o oficial.

Ainda de acordo com o comandante, os criminosos erraram exageraram na quantidade de explosivos, o que causou o princípio de incêndio. "Eles fugiram sem levar nada. Depois da ação da quadrilha, a própria população acabou entrando na agência. Algumas notas que não foram queimadas foram levadas", explicou.

Agência do Bradesco na cidade de Arez foi destruída pela explosão (Foto: Cláudio Henrique/G1)
Agência do Bradesco na cidade de Arez foi destruída pela explosão (Foto: Cláudio Henrique/G1)

No momento da ação dos criminosos, segundo o capitão Henrique, três policiais estavam de plantão.


*Com informações do Portal G1


Governo do Estado anuncia calendário de pagamento: Segurança recebe sexta e Saúde e Educação na quinta

As Secretarias de Planejamento e Finanças e de Administração informam que o pagamento dos servidores estaduais relativo ao mês de novembro e dos 80% restantes do 13º salário se dará da seguinte forma:

PAGAMENTO DA FOLHA DE NOVEMBRO: 

fc273-logo_governo2011Dia 27 de novembro (quinta-feira): recebem todos os servidores, independente do valor dos salários, das pastas de Saúde e Educação.

Dia 28 de novembro (sexta-feira): recebem todos os servidores da Segurança, Idema, Ipern, Detran, Caern, Ipem, Jucern, UERN (independente do valor do salário) e os das demais pastas que restantes que recebem vencimentos de até  R$ 2 mil (91 % do total da folha)

Dia 10 de dezembro (quarta-feira): os demais funcionários que recebem acima de R$ 2 mil (9% da folha)

PAGAMENTOS DOS 80% RESTANTES DO 13º SALÁRIO

Dia 19 de dezembro (sexta-feira): recebem os 80% restantes do 13º salário todos os servidores, independente das pastas e do valor dos vencimentos.


Fonte: ASSCOM RN



BALA DE BORRACHA: Senado pode votar Lei Geral das Antenas e uso de armas não letais



Além do uso prioritário de armamento não letal por policiais, projeto aprovado em comissão proíbe a utilização de armas de fogo contra pessoas desarmadas em fuga


Spray de pimenta está entre as armas que, segundo o projeto, causam menos danos às pessoas 
Foto: Marcello Casal Jr./ABr
 




O uso de armas não letais poderá ter prioridade sobre as armas de fogo na ação policial, desde que não coloque em risco a vida dos policiais, conforme substitutivo da Câmara ao PLS 256/2005, aprovado ontem na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). O substitutivo segue agora para votação no Plenário do Senado.

Armas não letais, segundo o texto, têm baixa probabilidade de causar mortes ou lesões permanentes e são projetadas para conter, debilitar ou incapacitar pessoas temporariamente. São exemplo desse tipo de instrumento gás lacrimogêneo, balas de borracha, spray de pimenta e arma de eletrochoque, também conhecida como taser.

O autor do projeto, senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), aponta o crescimento da violência na ação policial, resultando em grande número de mortes, em especial de jovens. Para reduzir as ocorrências e manter a integridade física de pessoas em abordagens policiais, ele sugere uma lei para disciplinar o uso da força pelos agentes de segurança, com prioridade para armas não letais.

Na Câmara, o texto aprovado no Senado foi ampliado e atualizado, conforme explicou o relator, senador Inácio Arruda (PCdoB-CE). Ele apresentou voto favorável ao substitutivo, para incentivar a adoção de tecnologias de imobilização como opção às armas de fogo.

— Têm ocorrido casos no Brasil em que um agressor, um assaltante ou um criminoso, já detido, é atacado por arma letal — argumentou o relator.

De acordo com o texto, será proibido o uso de armas de fogo contra pessoa em fuga que esteja desarmada ou contra veículo que desrespeite bloqueio policial, desde que a situação não represente risco de morte ou de lesão a policiais e a terceiros.

A classificação e a utilização dos instrumentos não letais deverão constar de regulamento do Poder Executivo. O substitutivo prevê ainda como dever do poder público fornecer as armas não letais aos agentes de segurança pública e oferecer formação específica para a utilização delas. E sempre que o uso da força policial resultar em pessoas feridas, deverão ser asseguradas a imediata prestação de socorro médico e a comunicação do ocorrido às famílias das vítimas.
 
Jornal do Senado


SEGURO DE VIDA para policiais, bombeiros e agentes penitenciários é APROVADO!



 


Proposta de Emenda à Constituição que institui garantias de assistência médica e seguro de vida para policiais civis e militares, bombeiros militares e agentes penitenciários foi aprovada nesta quarta-feira (19) na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). A matéria será submetida a dois turnos de discussão e votação no Plenário do Senado.

No texto original da proposta (PEC 16/2014), seu autor, Fernando Collor (PTB-AL), tratava apenas de policiais civis e militares, mas a relatora, senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO), incluiu bombeiros militares e agentes penitenciários, em emenda acolhida pela CCJ.

Lucia Vânia concordou com os argumentos de Collor de que os riscos da atividade policial justificam a medida contida na PEC, mas argumentou que os bombeiros também atuam em segurança pública, arriscando suas vidas na defesa da população, assim como os agentes penitenciários.

O texto aprovado determina que sejam garantidos a esses profissionais assistência à saúde e seguro de vida, compatíveis com os riscos de suas atividades. Determina ainda que os custos de implementação da medida sejam assumidos pelo ente federado ao qual os profissionais estejam vinculados.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

PMRN: CORONEL ARAÚJO PODE PERMANECER NO CARGO

 



Informações obtidas junto à Cúpula do Governador eleito, Robinson Faria, dão conta de que há certa especulação sobre a permanência no cargo do atual Comandante Geral da PMRN, o Cel. Araújo.

A justificativa seria dentre outras, pela sua forma de coordenar os trabalhos da PMRN mesmo em meio às dificuldades vivenciadas durante o governo Ciarllini, além disso por sua aceitação perante o efetivo.

Blog da ASSPRA

 

DESABAFO: É REVOLTANTE! PM ferido é abandonado à sorte por populares



11 de novembro de 2014, um dia para não se esquecer!

"No último dia 11, o Soldado Alexsandro, de folga, ao se deslocar à Agência dos Correios da cidade de Major Sales não sabia que ali iria ser cerceada a sua vida.

O vídeo que rodou as redes sociais, onde todos tentam explicar o que poderia ter sido feito pelo policial para evitar a sua morte, ganhou uma versão estendida e mostra o pós-combate entre o criminoso e o policial

O que chama a atenção não é a ação em si, o confronto entre o Soldado e o bandido, mesmo por que os ditos “especialistas” em combate urbano, abordagem etc, irão mencionar inúmeras possibilidades do que poderia ter sido feito ou não pelo PM ao ser puxado para dentro da Agência dos Correios pela camisa por um dos bandidos. 

O que chama a atenção nesse vídeo é justamente o pós-combate, a reação das pessoas após o confronto que estavam sendo mantidas no local pelos bandidos e que o policial tentaria, como foi prometido em seu juramento, manter a segurança da comunidade, mesmo com o risco da própria vida. E, de fato, foi o que lhe custou: a vida.

Por vezes eu assisti o vídeo e tentei explicar o por quê de o policial durante mais de quatro minutos ficar caído no chão, com pessoas entrando e saindo – curiosos de verem alguém tentar lutar pela vida, sem qualquer reação de assistência. O pior, a reação daqueles que presenciaram e, após o conflito, saíam – talvez para esquecer que ali estava uma pessoa que, por alguns segundos tentou lhes salvar. No vídeo, o PM fica ao chão, após receber vários disparos, mas as pessoas apenas saem e ignoram que uma pessoa sangrava em prol de um ideal: justiça.



 Após o trânsito de cinco pessoas, eis que surge um funcionário da agência e volta para tentar chamar ajuda. Talvez devêssemos nos acostumar com tamanha banalidade, de vermos pessoas sangrar e apenas assistirmos. A banalidade da violência começa quando deixamos de nos indignar com cenas como a do vídeo. Eu ainda me indigno."

Glaucia Paiva

Nota do Blog: 
 

REVOLTANTE! Não há palavras para descrever tamanha ausência de humanidade diante das imagens.

Um guerreiro que jurou lutar pela Justiça e proteger a sociedade com o risco de sua própria vida, e assim o fez até o fim, vê-se abandonado por seus tutelados, largado à sorte enquanto aqueles apenas se dão ao trabalho de lhe ver sucumbir.

Faz-nos pensar: Pelo que lutamos? Por quem lutamos? Pelo Estado, o qual nos vê apenas como número? Pela sociedade, a qual em sua maioria apenas nos critica e satiriza quanto cobramos o cumprimento da Lei Seca, da Maria da Penha, ou de tantas outras, ou ainda, que parece apenas nos querer por perto quando é vítima da violência e que em outros momentos nos quer bem distantes?

Há uma inversão completa de valores! A própria Justiça que por diversas vezes mais preocupa-se em nos fiscalizar e fecha seus olhos para nossas dificuldades de trabalhar.

Quem é o mocinho e quem é o bandido na história? 
SOMOS NÓS SOCIEDADE. NÓS POLICIAIS SOMOS OS MOCINHOS. NÃO ESQUEÇAM!

Ps.: Agradeço ao funcionário dos Correios, E SÓ A ELE, por ter estendido a mão a nosso irmão Alexsandro em sua hora final. 

Sd Lira