APBMS REPUDIA TENTATIVA DE INTIMIDAÇÃO FEITA PELO SD PM FRANKLY AO ADVOGADO SÍLDILON MAIA NAS DEPENDÊNCIAS DO 6° BPM


A Associação dos Praças da Polícia e Bombeiros Militares do Seridó (APBMS) vem tornar público o seu repúdio aos atos praticados pelo SD PM Frankly na manhã de hoje (20.02.2015), nas dependências do 6° Batalhão de Polícia Militar (Caicó – RN), quando o referido militar tentou intimidar o advogado Síldilon Maia durante a sua atuação profissional na defesa dos associados Cabo João Batista e Soldado Davi, em procedimento administrativo de sindicância.

O referido soldado havia sido flagrado por alguns colegas de farda, durante o horário de expediente, devidamente fardado e armado, nas dependências do 6º BPM, fazendo uso de computador da instituição militar para acessar a rede social Facebook, com finalidades meramente recreativas (observar fotos de colegas de infância e familiares), conforme confessado por ele próprio em procedimento administrativo. A situação foi fotografada e divulgada entre policiais através do aplicativo WhattsApp (confira foto nesta matéria).

O Comando do 6º BPM, ao invés de determinar a investigação da conduta do Soldado PM Frankly, determinou a abertura de sindicância contra o Cabo João Batista e o Soldado Davi como possíveis autores da fotografia e da sua divulgação. A audiência de inquirição dos sindicados ocorreu na manhã de hoje.

O advogado Síldilon Maia, que presta serviços para a APBMS, foi designado para defender os policiais investigados e, após indagar o motivo pelo qual o SD PM Frankly não estava sendo investigado pela sua conduta e discordar que o mesmo permanecesse em sala de audiência, passou a sofrer diversas tentativas de intimidações e ofensas às prerrogativas profissionais de advogado praticadas pelo referido soldado.

O SD PM Frankly chegou a insistir perante a autoridade sindicante para adentrar na sala de audiências vestindo colete balístico e portando pistola, mesmo após ter recebido ordem da autoridade sindicante para permanecer desarmado e fora do referido ambiente. Tal fato culminou, inclusive, com o encerramento antecipado da audiência.

A APBMS manifesta total apoio ao advogado Síldilon Maia, o qual vem defendendo os interesses da associação e dos seus associados com altivez e coragem ao longo dos últimos 05 (cinco) anos, ao mesmo tempo em que repudia a atitude desrespeitosa do SD PM Frankly, o qual afrontou não só as prerrogativas profissionais do advogado, como também a autoridade sindicante (Tenente PM Alexandre Lopes de Andrade Gomes) e o próprio sistema hierárquico militar.

A APBMS exige a regular apuração dos fatos e a devida punição ao SD PM Frankly.

Confira, abaixo, o vídeo de entrevista concedida pelo advogado Síldilon Maia ao radialista Sidney Silva (Rádio Caicó – AM) na qual narra o episódio:


Fonte: APBMS
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.