Diarista é presa suspeita de furtar R$ 11 mil em produtos dos patrões

Polícia investiga se mulher tinha comparsas e quem comprava os pertences.
Após patroa desconfiar, ela foi presa ao chegar para trabalhar, em Goiás.


 Uma empregada doméstica de 33 anos foi presa, na quarta-feira (25), suspeita de furtar mais de R$ 11 mil em produtos das casas dos patrões em Caldas Novas, na região sul de Goiás. Segundo a Polícia Civil, nas últimas semanas, a diarista cometeu os crimes em pelo menos quatro residências.

Uma das patroas notou o desaparecimento dos pertences, suspeitou da diarista e acionou a Polícia Militar no dia em que a mulher voltaria para trabalhar em sua casa. “Ela percebeu que a única pessoa estranha que havia entrado na sua casa era a diarista. Ela chamou a Polícia Militar, que aguardou a chegada da empregada, perguntou se ela havia roubado aqueles bens, em um primeiro momento ela negou, mas posteriormente ela confessou o crime”, disse o delegado responsável pelo caso, Leyilton Barros,

 De acordo com a Polícia Civil, a diarista levou os militares até sua casa e entregou os objetos furtados que estavam no local. Dentre os produtos há joias, perfumes, dezenas de peças de roupas e de sapatos de marcas famosas internacionalmente.

O delegado investiga se a empregada doméstica tinha ajuda de outras pessoas para transportar e também vender os produtos furtados. “A gente acredita que tenha sim alguém por trás orientando quais produtos ela iria subtrair para posteriormente revender. Então a gente continua com a investigação para localizar o comparsa dela e o ponto de receptação”, afirma Barros.

A polícia também vai apurar há quanto tempo a diarista furtava. Com a conclusão do inquérito policial, a mulher será indiciada por furto. Caso seja condenada, ela poderá ser sentenciada a uma pena máxima de quatro anos por cada um dos crimes cometidos.

Fonte: tv anhanguera

Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.