Fugitivo de hospital, suspeito de atirar em policial é preso em Natal

José Luan Brito de Oliveira, de 25 anos, foi preso neste domingo (7).
Segundo delegado, ele também é suspeito de assaltar agente penitenciário.



Policiais Civis da Delegacia Especializada de Furtos e Roubos prenderam na manhã deste domingo (7), na Zona Norte de Natal, um homem suspeito de ter atentado contra a vida de um policial civil e de também ter participado de uma assalto à residência de um agente penitenciário. Ainda de acordo com a polícia, José Luan Brito de Oliveira, de 25 anos, é o mesmo que usou uma ‘teresa’ (corda feita com lençóis) para escapar, em abril deste ano, do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel.

O delegado Herlânio Cruz detalhou a história de Luan. “No dia 14 de março realizamos uma operação na Vila de Ponta Negra e prendemos um homem que estava se organizando para assaltar um restaurante.

Quando fomos à residência dele para concluirmos as buscas, fomos recebidos à bala pelo Luan, um outro homem e um adolescente. Houve troca de tiros e o Luan acabou baleado. Um dos nossos policiais também foi ferido no confronto”, afirmou.

Ainda de acordo com o delegado, Luan foi socorrido ao Walfredo Gurgel. O outro homem acabou preso e o menor apreendido. “Com o Luan apreendemos uma pistola, arma que ele usou para atirar no policial. Porém, no dia 9 de abril, ele acabou fugindo do hospital. Depois disso, agora no mês passado, tivemos a informação que ele participou de um crime em Pium, no litoral de Parnamirim, onde a casa de um agente penitenciário foi alvo de um arrastão. Tanto o agente quanto a mulher dele foram agredidos. E o Luan acabou sendo reconhecido pelas vítimas”, acrescentou.

A prisão de Luan aconteceu no bairro de Pajuçara, na Zona Norte de Natal. A polícia chegou ao endereço e cercou o imóvel. “Na tentativa de escapar, Luan saiu pulando os muros das residências, mas acabou dando de cara com um dos nossos agentes, justamente o policial que ele feriu durante o confronto em Ponta Negra”, ressaltou o delegado.


Após ser detido, Luan foi levado para a Delegacia de Plantão da Zona Sul da capital, de onde será levado para uma unidade prisional da cidade. Herlânio informou também que Luan possui três mandados de prisão em aberto. Um deles pela tentativa de homicídio contra o agente da Defur baleado em Ponta Negra.


Fonte: G1RN
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.