Marido de mulher morta no Alecrim indica quem poderia ser alvo dos bandidos

A Polícia Civil segue a investigação sobre o homicídio de uma mulher no bairro do Alecrim, na manhã de ontem (16), quando bandidos armados atiraram sete vezes contra veículo em que estava Joana D'arc da Silva Ramiro e o marido. A nova hipótese cogitada, a partir de depoimento do marido de Joana D'arc, é que um conhecido dele poderia ser o alvo dos criminosos. 
Adriano AbreuAssassinato ocorreu perto das 8h30, no AlecrimAssassinato ocorreu perto das 8h30, no Alecrim

Na manhã desta sexta-feira (17), a polícia buscou imagens de câmeras de segurança da região que poderão ajudar a desvendar o crime. Até o momento, a informação que os policiais têm sobre os criminosos que efetuaram os disparos é que eles estavam em um carro tipo sedan de cor escura. Contudo, novas pessoas serão ouvidas - inclusive o suposto alvo dos bandidos.

Em depoimento ao delegado Roberto Andrade, da Especializada em Homicídios (Dehom), o marido da vítima (identidade preservada) disse que havia emprestado o carro a uma pessoa há poucos dias e que ele poderia ser o alvo dos criminosos. De acordo com a polícia, ambos têm ficha criminal relacionada a receptação de carros roubados.

"O marido da vítima está no (regime) semiaberto por receptação de carros roubados. A pessoa a quem ele teria emprestado o carro também responde na Justiça por crimes semelhantes e também por clonagem de cartões. Vamos ouvi-lo para tentar chegar aos criminosos. Estamos trabalhando para desvendar o crime", disse o delegado.

Para conseguir mais pistas sobre os suspeitos, o delegado Roberto Andrade solicitou que as pessoas que tiverem imagens ou informações que possam colaborar com a investigação entrem em contato com a Dehom através do 3232-1195. O sigilo é garantido.



Fonte: tribunadonorte
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.