Filha da mulher morta em Macaíba é presa suspeita de ser a mandante

Taliany Masquiza de Freitas Lourenço, de 22 anos, teria encomendado a morte da mãe ao pedreiro

A polícia prendeu na madrugada de hoje (1), Taliany Masquiza de Freitas Lourenço, de 22 anos,  filha de Normalice de Freitas Lourenço, 41 anos, assassinada a marretadas dentro de sua residência em Macaíba na última quinta-feira (30).

O principal suspeito do assassinato é o pedreiro Geraldo José Amaro do Nascimento, 41 anos, que trabalhava na reforma da casa de Normalice. Ele foi preso na cidade de Ielmo Marinho no inicio da noite de ontem (31) e conduzido à delegacia de Macaíba, onde confessou o crime.

Segundo a Polícia Civil, Geraldo contou, em depoimento, que Taliany o procurou dias antes pedindo que matasse a sua mãe, e o pagamento seria carro da vítima e o dinheiro que estava na casa.

Taliany nega acusação, mas no interrogatório feito pela polícia, caiu em contradição. A filha não mantinha um bom relacionamento com a mãe, e morava próximo a casa de Normalice  juntamente com seu esposo.

O crime

Normalice de Freitas Lourenço, de 41 anos, foi assassinada a golpes de marreta na noite desta quinta-feira (30) dentro de uma casa no centro de Macaíba, cidade da região Metropolitana de Natal. A casa passava por reformas e o pedreiro suspeito do crime estava trabalhando no local. Os dois teriam discutido durante a manhã da quinta.

A polícia informou também que a mulher era separada, e morava com a filha, o genro e um neto. Foi a filha quem encontrou o corpo da mãe e chamou a polícia. O corpo de Normalice estava dentro de um dos quartos da casa. Ele estava próximo a uma janela, com as mãos e pés amarrados e enrolado em um lençol.


Fonte: nominuto
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.