Prefeita segue foragida após operação da PF

Lidiane Leite é investigada por desvios de verbas da educação.
Dois ex-secretários do município foram presos


Maranhão; Continua foragida a prefeita da cidade de Bom Jardim (MA), Lidiane Leite (PP) suspeita de fazer parte de esquema de desvios de verbas da merenda escolar, da reforma de escolas, do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

O rastro de desvio de dinheiro começou a ser notado pela Câmara de Vereadores da cidade que começaram a estranhar o estilo de vida da prefeita.  Depois que assumiu o cargo, Lidiane passou a compartilhar fotos da sua nova rotina nas redes sociais.

Em uma postagem, ela rebateu as acusações de estar usando dinheiro público para remodelar o corpo: "eu compro é que eu quiser. Gasto sim com o que eu quero. Tô nem aí pra o que achem." E completa: "beijinho no ombro pros recalcados".

Só que antes de entrar para a política, Lidiane, que se tornou prefeita aos 22 anos, trabalhava em um mercado.
A carreira política dela começou por acaso. Em 2012, o namorado dela na época, Beto Rocha, era candidato a prefeito, mas acabou sendo enquadrado no Ficha Limpa. Ela tomou o lugar dele e acabou se elegendo.

Investigação e prisões
A polícia investiga transferências da conta da prefeitura para a conta pessoal de Lidiane, feitas alguns meses depois da posse. São várias transferências de cerca de R$ 1 mil que chegam a R$ 40 mil em um ano. Também foram feitas transferências para o advogado da prefeitura, Danilo Mohana, que somam mais de R$ 200 mil em pouco mais de um ano.


Fonte: redemirante
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.