Grupo sai com R$ 200 após bomba falhar e não explodir cofre de posto

Assaltantes só conseguiram levar dinheiro que estava no caixa.
Policiais militares retiraram explosivo de estabelecimento na Zona Sul de SP.

Uma quadrilha tentou explodir o cofre de um posto de combustível no Jardim São Luís, na Zona Sul de São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (12). Os ladrões fugiram com R$ 200 e deixaram a bomba para trás. Ninguém foi preso nem ficou ferido.

Ainda nem tinha amanhecido quando cinco homens entraram no posto. Eles chegaram armados, em três motos, e anunciaram o assalto.
Os dois frentistas que trabalhavam no momento foram feitos reféns e levados para um canto do estabelecimento, onde é feita a troca de óleo. Enquanto isso, os outros ladrões correram até o cofre e tentaram armar o explosivo, mas não deu certo.

Antes e ir embora, os assaltantes atiraram e acertaram uma geladeira. “Eles tentaram atirar de lá para ver se acertavam, para ver se explodia. Mas também não conseguiram”, disse uma testemunha que não quis se identificar.

Policiais militares do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) fizeram varredura no local, retiraram a bomba e a levaram para ser detonada em outro lugar. “Era uma quantidade razoável, que daria, sim, para abrir o cofre”, afirmou Alexandre Gonzaga Fontes, do esquadrão antibombas.
O posto e a loja de conveniência no bairro, que fica no extremo da Zona Sul, voltaram a funcionar somente à tarde. Quem parava para abastecer demonstrava ansiedade. “Esse que é o medo. A gente estar abastecendo e acontece uma situação dessa na hora que você está aqui”, disse o comerciante Marinésio Ribeiro.

Outros ataques
Levantamento do SPTV mostra que, desde o começo do ano, nove postos de combustível foram atacados na região metropolitana e na capital. Num deles, que fica em Guarulhos, a porta do cofre foi lançada para a frente e revelou que não havia nada na caixa. A vizinhança toda correu perigo: o cofre ficava bem ao lado da bomba de combustível. Ela não pegou fogo porque estava desligada na hora.
No assalto desta segunda, os criminosos levaram R$ 200 do caixa.

Os funcionários contaram que, de setembro para cá, esta é a terceira vez que o posto foi assaltado. “Fica assustado, com medo de trabalhar, né”, disse um empregado, que não quis ter o nome divulgado.


Fonte: G1
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.