Microempresário é preso suspeito de abusar e trocar fotos íntimas com sobrinha de 11 anos!

Um microempresário, de 51 anos, foi preso, na manhã da última segunda-feira, suspeito de abusar e trocar fotos íntimas com a sobrinha, de 11, em Cariacica, na Região Metropolitana de Vitória, no Espírito Santo. De acordo com informações da Polícia Civil, o abusador, dono de um lava-jato, situado em um terreno anexo à casa da avó da vítima, usava o local para cometer os abusos.
Segundo o delegado Lorenzo Pazolini, titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), as investigações do caso começaram em outubro deste ano, depois que houve uma denúncia anônima sobre as ações do suspeito. O microempresário usava um smartphone para trocar fotos íntimas com a menina.

— A menina começou a ser abusada quando ela tinha 9 anos. No início, ele mandava as imagens para ela. Mas, depois, ela passou a fazer o mesmo. Geralmente, ele pedia vídeos e fotos dela pelada ou em poses sensuais. Ele marcava encontros com ela, quando ela deixava a escola. Segundo relatos da própria vítima, eles só chegaram a praticar sexo real, no lava-jato ou em locais ermos, dentro do veículo (do abusador) — explicou Pazolini.

Ainda de acordo com o delegado, o suspeito costumava dar presentes - como “roupas e acessórios” para vítima em troca das imagens.

Pazolini explicou ainda que, quando notou que a polícia estava investigando o caso, o suspeito chegou a ameaçar a menina e a mãe dele. O homem acabou preso, no início da manhã da última segunda-feira, dentro de sua própria casa. Ao ser levado para a delegacia, ele se negou a falar sobre o caso.

— Inicialmente, ele confirmou que tinha contato com a menina, mas negou qualquer contato sexual. Posteriormente, eu apresentei o laudo pericial dos aparelhos celulares (do suspeito e da menina, que foram apreendidos), as fotos e vídeos trocados, então, ele se calou.
O delegado divulgou trechos das conversas mantidas entre o abusador e a vítima. Em uma das conversas, o microempresário cobra da sobrinha o envio de um vídeo íntimo: “Me manda o vídeo que você falou que ia mandar”?, ele escreveu.

Em trecho da conversa entre os envolvidos, o abusador diz para a vítima: “Me manda o vídeo que você falou que ia mandar”?

Em uma outra conversa, ele orienta a menina a não ser expor. “Mostra o rosto não”, diz. Em outro trecho, ele pede ainda que menina apague o bate-papo do celular. “Não mostra pra ninguém, ok? Depois, você apaga”, pede.


O suspeito foi autuado por abuso sexual e foi transferido para o Centro de Detenção Provisória de Viana. A mãe da vítima, segundo o delegado, alegou que nunca suspeitou dos abusos. Ela ainda tem a guarda da menina.



Fonte: extra




Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.