NOTA DAS ASSOCIAÇÕES MILITARES ESTADUAIS À CATEGORIA

“Quando entrei na PMRN, em 2004, a melhor das espectativas era de que eu fosse promovido a Cabo aos 28 anos de serviço. A ausência de ascensão funcional faz com que a PMRN e CBMRN percam excelentes profissionais. A categoria tem que descruzar os braços e comparecer no Tiradentes no próximo dia 11. Defender a efetivação da LPP deve ser nossa luta diária”


As associações representativas dos militares estaduais estiveram reunidas no dia 08 de janeiro de 2016, às 11hs, na SESED, com o Governador para tratar da efetivação das promoções referentes a 25 de dezembro de 2015.

Na ocasião, as associações cobraram do governo o cumprimento do acordo firmado no dia 19 de agosto de 2015, que estabeleceu o cronograma de promoções para policiais e bombeiros militares. Por sua vez o Governador através da Consultoria Geral do Estado expôs o motivo que implicou no atraso das promoções alegando que no dia 17 de dezembro de 2015 o pleno do TCE emitira um acórdão, que apesar de genérico traria um possível óbice às promoções, segundo o governo.

Nesse contexto o governo enfatizou que a decisão política para a promoção já está tomada, colocando como pendência apenas o julgamento de embargo que será encaminhado ao TCE com o objetivo de garantir que as exceções legais previstas às promoções da categoria sejam consideradas, viabilizando assim o cumprimento integral do acordo firmado com a categoria. O consultor Wilker Rebouças afirmou ainda que o acórdão provavelmente deverá ser publicado na próxima semana, data em que serão também encaminhados os embargos declaratórios apresentados pelo governo.

Nesse contexto as associações representativas reafirmam a convocação para ASSEMBLEIA GERAL UNIFICADA no dia 11 de janeiro, às 9h, alterando-se o local da respectiva assembleia para o CLUBE TIRADENTES.

É imprescindível a participação de toda a categoria policial e bombeiro militar para que em assembleia sejam repassadas todas as informações necessárias às decisões sobre os rumos de nossas mobilizações em defesa do cumprimento integral da Lei de Promoção de Praças.

Para o Presidente da ASSPRA, Soldado Lira, é imprescindível a participação da categoria na busca pela reafirmação dos direitos conquistados pela categoria. “Quando entrei na PMRN, em 2004, a melhor das perspectivas era de que eu fosse promovido a Cabo aos 28 anos de serviço. A ausência de ascensão funcional faz com que a PMRN e CBMRN percam excelentes profissionais. A categoria tem que descruzar os braços e comparecer no Tiradentes no próximo dia 11. Defender a efetivação da LPP deve ser nossa luta diária” disse Lira.

ABMRN – ASSPRA – ASSPMBMRN – APBMS – APRAM – ACSPMRN - ASSOFMERN
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.