Amantes, mulheres são presas por tramarem morte do marido de uma delas, na Bahia

Uma mulher foi presa dois dias após sua companheira também ser detida, ambas suspeitas de matar o companheiro de uma delas, em Brotas, na Bahia, informou a Polícia Civil, na segunda-feira.

Segundo informações apuradas por agentes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Gilmara Sena das Mercês, de 43 anos, e a amante Rosilene dos Santos Neiva, de 42, ordenaram a morte do eletricista aposentado Edson da Silva, de 63. O homem era marido de Gilmara e sabia do relacionamento dela com a outra mulher.

Segundo o apurado pela Polícia Civil, a vítima só passou a reprimir o romance da mulher com a amante dela depois que emprestou cerca de R$ 3 mil a Rosilene e nunca teve o valor devolvido. O responsável pelas investigações, o delegado Reinaldo Mangueira, titular da 3ª Delegacia Homicídios (DH/BTS), descobriu que, desde então, o eletricista passou a pressionar a mulher para se separar da outra. Por isso, ambas começaram a articular a morte dele.

Em dezembro 2014, Edson passou por uma tentativa de homicídio, quando chegou a ser atacado por um homem com uma barra de ferro, no Horto Florestal, em Brotas. No entanto, o eletricista foi socorrido ao Hospital Geral do Estado (HGE) e se restabeleceu. Oito dias depois, no Vale dos Barris, o homem estava com a filha em um carro, quando dois homens numa moto jogaram ácido neles. Eles foram encaminhados para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde ele ficou internado por oito meses e morreu, no dia 8 de maio de 2015.

Com a investigação, a polícia descobriu o envolvimento de Gilmara e Rosilene nos atentados e buscaram prendê-las. A primeira foi presa, no último dia 21, na Travessa João Ribeiro. Dois dias depois, Rosilene se apresentou, no Fórum Rui Barbosa, acompanhada de uma advogada, e também foi presa, que cumpria um mandado de prisão pelo homicídio do eletricista. Ambas foram encaminhadas para o Presídio Feminino, no Complexo Penitenciário da Mata Escura.


Fonte: Extra
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.