CE: Homem é preso pela Polícia Civil e responde por 17 homicídios!

Vinte e um procedimentos policiais, sendo 17 por homicídio. Esta é a lista de antecedentes criminais de um homem identificado como Henrique Soares Silva (24), conhecido como “Junior da Mirtes” ou “Palhaço”. O homicida, que foi preso pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, confessou a autoria de 14 mortes.
A captura de Henrique foi realizada por policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), com o apoio de policiais do 11º Distrito Policial, no último dia 18. Alguns dos crimes cometidos por ele são investigados pela especializada DHPP – local para onde foi conduzido. O suspeito foi capturado em sua residência, na Rua Guanabara, bairro Jardim Iracema – Área Integrada de Segurança 1 (AIS 1) de Fortaleza.

O mandado de prisão contra “Palhaço” (apelido em consequência das imagens de palhaço tatuadas pelo corpo) é em decorrência da morte de Mateus Gadelha Martins, cometida no dia 16 de abril de 2013, na Rua Ana Neri, bairro Rodolfo Teófilo – AIS 1. Mateus era amigo do assassino. A vítima e outro homem haviam cometido um roubo juntos e, durante o delito, o comparsa de Mateus, também amigo de Henrique, foi atingido por disparos efetuados por um segurança. Henrique informou que Mateus foi morto por ter fugido do local sem prestar socorro ao comparsa, o abandonando no local do assalto.

Durante as investigações feitas ainda no dia do crime, pelos policiais da DHPP, os levantamentos apontaram o envolvimento de Henrique no homicídio. Ao longo do interrogatório sobre o fato, o homicida confessou esta e outras 13 mortes cometidas entre os anos de 2013 e 2016.

As vítimas

Com motivações diferentes, as mortes foram descritas pelo homicida com riqueza de detalhes de como a ação foi executada. Para assegurar êxito em suas investidas, o criminoso assumiu agir com estratégias para pegar suas vítimas de surpresa, como atirar preferencialmente nas costas do alvo e procurar se abrigar durante a ação.

A vítima mais recente (que foi localizada pela Polícia) se trata de Wescley Magno Araujo Lima, morto no dia 05 de janeiro deste ano, na Rua Belo Horizonte, Jóquei Clube – AI 2.

O Inquérito Policial sobre o caso é apurado no 27º DP. Já em 2015, foram assassinados Bruno Regis Araújo dos Anjos, no dia 19 de maio na Rua Teodoro Solto, Parque Araxá – AIS 1 – com inquérito no 3º DP – e José Ricardo Miranda de Melo, no dia 16 de fevereiro na Rua Ministro Sérgio Mota, bairro Bela Vista – AIS 5 – com inquérito na DHPP. Em 2014, o alvo foi Jackson Domingos Carneiro, no dia 03 de dezembro na Rua 103, bairro Mondubim – AIS 5 – com inquérito na DHPP. No ano de 2013, seis pessoas foram assassinadas, sendo elas: Carlucio Lima da Silva, conhecido como “Sassa”, no dia 27 de junho; e Carlos Edmundo da Costa Silva, no dia 03 de julho – ambos no bairro Planalto Pici, AIS 2;  Antônio Ribeiro de Sousa Junior, o “Junior Pacajus”, no dia 22 de junho na Avenida Eduardo Girão, bairro de Fátima, AIS 3; Luzia Viana de Sousa Pacheco, no dia 04 de março na Rua Minas Gerais, bairro Bela Vista, AIS 5; Adriana Conceição Andrade da Silva, no dia 15 de março na Rua Capitão Francisco Pedro, bairro Parque Araxá, AIS 1; e Mateus Gadelha – sendo o crime que resultou no mandado de prisão contra Henrique. Os inquéritos desses últimos seis casos são apurados pela DHPP.

Dois casos tiveram repercussão, sendo as mortes de Adriana Conceição – moradora de rua e mãe de cinco filhos – seu companheiro foi lesionado na ação criminosa – e de “Antonio Pacajus” – assassinado próximo a um restaurante com mais de 16 disparos, sendo encontrados no local 20 estojos deflagrados de calibre 380.

Estas são as dez mortes confessadas por Henrique e localizadas pela autoridade policial. A Polícia segue investigando outros homicídios em que Henrique aparece como suspeito, entre eles, crimes cometidos no interior do Estado, nas cidades de Tabuleiro do Norte e Limoeiro do Norte.



Fonte: cearaagora
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.