PB: Idosa tem R$ 3,5 mil roubados ao ser vítima de sequestro relâmpago

Segundo a idosa, os criminosos passaram cerca de duas horas rodando pela cidade até decidirem ir até uma agência bancária
Uma idosa de 61 anos foi vítima de um sequestro relâmpago, na manhã desta quarta-feira (30), no Centro de João Pessoa. Ela passou pouco mais de duas horas nas mãos de dois sequestradores que só a libertaram após conseguirem levar R$ 3,5 mil que foram sacados de uma conta bancária da idosa.

De acordo com a vítima, ela foi abordada pelos bandidos nas proximidades de um colégio particular no Centro da Capital.

“Eles chegaram por trás de mim e já me pegando pelo braço empurrando para dentro do carro. Eles diziam que queriam meu dinheiro e que iriam ficar rodando pela cidade. Passei cerca de duas horas dentro do carro rodando por toda João Pessoa, sempre sendo ameaçada psicologicamente”, contou a vítima.

No carro, a idosa contou que os bandidos queriam cartões bancários para efetuar saques. Como não estava com os cartões, a idosa foi levada pelos bandidos para dentro de uma agência bancária, onde eles conseguiram o número da conta da idosa, que foi obrigada a sacar dinheiro.

“Só faço saques com meu marido e disse isso a eles. Eles acabaram me levando para uma agência, onde pediram para que eu ficasse calada. Lá eles falaram que meu marido havia viajado e que eu estava precisando sacar dinheiro. Os atendentes do banco pegaram meu documento e informaram o número da conta. Com isso, o bandido que entrou comigo na agência conseguiu sacar os R$ 3,5 mil”, disse a idosa.

Após o saque, os bandidos continuaram rodando a cidade com a vítima e ameaçaram levar ela para o município de Alhandra, na Grande João Pessoa. Por fim, a dupla de criminosos libertou a idosa nas proximidades da Praça dos Três Poderes, também no Centro de João Pessoa.

“Eu pedia para que eles me libertassem e falava da minha família. Tive muito medo, fui muito aterrorizada psicologicamente. Eles me soltaram no Centro da cidade e me deixaram sem dinheiro ou telefone. Fiquei sem ter como entrar em contato com minha família”, afirmou a vítima.

Após o crime, a idosa prestou Boletim de Ocorrência em uma delegacia. Ainda segundo a vítima, os bandidos podem não ser de João Pessoa já que aparentavam não saber para onde iam durante o sequestro relâmpago.

“Dentro do carro, um deles ainda me mostrou um maço de dinheiro com R$ 35 mil. Eles diziam que haviam ganhado na loteria, mas a polícia disse que a suspeita é de que outras pessoas tenham sido vítimas deles. Ainda estou com as cenas do crime na minha cabeça”, concluiu a vítima.

Até o fechamento desta matéria, não haviam informações da polícia sobre os bandidos.



Fonte: portalcorreio
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.