Polícia contabiliza mais de dez arrastões em clínicas de Mossoró

A onda de assaltos que tem assolado a população de Mossoró passou a atingir as clínicas médicas que prestam serviços na cidade.
Os irmãos Douglas e David, suspeitos de praticarem arrastões
Mais de dez assaltos já foram contabilizados pela Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (Defur), que investiga os roubos.

Segundo informações repassadas pelo chefe de investigação da Defur, Natan Carvalho, a procura dos criminosos por clínicas médicas para assaltar, ocorre devido à facilidade que eles têm de entrar nos estabelecimentos, que em geral, não dispõem de vigilantes para controlar o fluxo de pessoas.

“Não tendo segurança na entrada da clínica, o local fica vulnerável a ação dos bandidos, que entram e assaltam com a maior facilidade”, explicou Natan Carvalho.

Outro ponto destacado pelo investigador, no tocante aos arrastões em clínicas médicas, é que as pessoas que procuram por atendimento nesses locais, geralmente andam com dinheiro para pagar consultas, além de celulares e objetos de valor.

“Quem procura atendimento em clínica particular, geralmente paga as consultas em espécies, sem falar em aparelhos celulares e jóias, que essas pessoas conduzem. Diante disso, fica fácil para a ação criminosa”, disse.

Investigação

A Defur investiga os irmãos Douglas Gutierre Soares Barroso, 21 anos e Wallison David Soares Barroso, 19, presos pela Polícia Militar na manhã da terça-feira, 8, após terem assaltado uma marmoraria. A dupla é suspeita de protagonizar assaltos em algumas das clínicas médicas, que foram alvos dos arrastões.

“Os dois irmãos foram reconhecidos pelas vítimas de algumas das clínicas assaltadas, como sendo autores dos arrastões. Por isso eles passam a serem investigados como principais suspeitos de alguns roubos, ocorridos na última semana em clínicas médicas de Mossoró”, concluiu.


Fonte: omossoroense
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.