Mantida condenação de acusados de matar PM em imobiliária da PB em 2013

De acordo com o processo, a vítima não teria reagido e só foi morta porque o acusado o viu armado. O PM chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos
Crime ocorreu em uma imobiliária do José Américo
Crime ocorreu em uma imobiliária do José Américo
A Justiça da Paraíba manteve a condenação dos três acusados de matar um policial militar em agosto de 2013, em uma imobiliária do bairro José Américo, em João Pessoa.

As penas ficaram em quatro anos, nove meses de reclusão e 30 dias de multa para um acusado; 22 anos de reclusão e 40 dias de multa para outro; e 21 anos de reclusão e 40 dias de multa para o terceiro.

Segundo o processo, no dia 15 de agosto de 2013, os acusados teriam se ido até uma imobiliária no José Américo, onde um acusado ficou no carro, enquanto os outros dois entraram no estabelecimento e anunciaram o assalto. No momento em que um deles baixava as portas da empresa, um dos acusados abordou um policial militar, que fazia trabalho extra no local, e atirou três vezes contra ele.

De acordo com o processo, a vítima não teria reagido e só foi morta porque o acusado o viu armado. O PM chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Os três fugiram de carro, tentaram escapar da polícia e das investigações, mas acabaram presos e condenados, com penas mantidas pela Justiça.



Fonte: portalcorreio
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.