PF realizou a maior apreensão de cocaína da história da corporação no RN

Apreensão realizada ontem, quinta-feira (31) é a maior da instituição no RN.
Droga estava escondida no fundo falso de um caminhão baú.

Droga que estava sendo transportada no fundo falso de um caminhão baú foi apreendida na manhã desta quinta-feira (31) (Foto: Divulgação/ Sinpef)


Uma operação da Polícia Federal realizou a maior apreensão de cocaína da história da corporação no Rio Grande do Norte. De acordo com informações divulgadas pela PF, mais de 200 quilos da droga foram apreendidos e quatro pessoas foram presas na manhã de quinta-feira (31), na Avenida Salgado Filho, na Zona Sul de capital.
Caminhão baú foi identificado no início da manhã por agentes da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (Foto: Divulgação/ Sinpef)
Segundo a PF, os 206 quilos da droga estavam sendo transportados no fundo falso de caminhão baú, utilizado para mudanças, com placa de Açailândia, no Maranhão. A droga estava dividida em 200 tabletes, em meio a móveis. O caminhão baú ainda recebia apoio de três homens em um carro popular. Durante a abordagem feita pelos agentes, os suspeitos não reagiram.

Ainda de acordo com a PF, a Delegacia de Repressão a Entorpecentes recebeu informações de unidades da PF na Região Norte, dando conta de que um carregamento de drogas estaria chegando nos próximos dias na cidade transportada provavelmente em um caminhão baú. Houve reforço na fiscalização, de forma que o caminhão foi identificado no início da manhã desta quinta.
Três suspeitos estavam escoltando a droga em um veículo popular (Foto: Divulgação/ Sinpef)
Os quatro suspeitos presos na operação são um motorista maranhense, um comerciante do Mato Grosso do Sul e dois potiguares. De acordo com a PF, pelo menos dois dos suspeitos já possuem antecedentes criminais. Um deles, quando foi abordado, apresentou um documento de juiz arbitral e capelão em Araguaína/GO.



Fonte: intertv

Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário! Ao ser aprovado será publicado.